7f6214e1 c830 4b34 8df9 433a18fae36d

O ídolo do futebol argentino, Diego Maradona, chegou a São Petersburgo neste sábado para acompanhar a final da Copa das Confederações, entre Chile e Alemanha. Como de costume, falou sobre tudo. Política, futebol e até casamento. No caso, o de Messi. Em entrevista promovida pela agência pública de notícias russa RT, ele analisou o desempenho da seleção anfitriã da próxima Copa do Mundo e se colocou à disposição para assumir a equipe.

– Pareceu uma Rússia que não sabia atacar, que não sabia quando se defender, não sabia quando tinha que roubar a bola. Vimos muitas dúvidas sobre a Rússia. Eu vim pra isso (para assumir a Rússia). Tenho planos e muito trabalho pela frente. Isso é só uma parte no futebol – brincou Maradona, ao ser perguntado se assumiria a seleção russa.

A Rússia é comandada pelo técnico Stanislav Cherchesov, que está sendo questionado após a fraca campanha na Copa das Confederações. Os russos foram eliminados na primeira fase com uma vitória e duas derrotas. Maradona não comanda uma equipe desde passou pelo Al Wasl, dos Emirados Árabes, em 2012. Recentemente, ele assumiu o Al Fujairah, também dos Emirados Árabes, mas da Segunda Divisão. O ídolo argentino seguiu seu discurso de aproximação com a Rússia ao elogiar o presidente do país, Vladimir Putin. E criticou Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

– É um fenômeno. Um fenômeno. Putin, depois de (Hugo) Chávez e Fidel (Castro), com (Daniel, ex-presidente da Nicarágua) Ortega e Evo (Morales, presidente da Bolívia), está nas grandes ligas. Putin é um líder que pode dar tranquilidade a muita gente no mundo. Sobre Trump, não o vejo. Não posso ver. Para mim é mais um desenho animado – declarou.

O campeão mundial em 1986 voltou a criticar o atual técnico da Argentina, Jorge Sampaoli. Na realidade, se absteve ao ser questionado sobre o comandante.

– Sampaoli, para mim, é um traidor. E de traidores, não falo – disse.
Recentemente, Maradona revelou sua indignação com a postura de Sampaoli após assumir a seleção argentina, ao ignorá-lo.

“O convite deve ter se perdido”

Questionado sobre sua ausência na lista de convidados para o casamento de Messi, o ídolo brincou. Disse que o “convite deve ter se perdido”. E desejou felicidades ao craque do Barcelona com sua noiva, Antonella Roccuzzo.

– Que tenha muitos filhos sãos. Ele sabe que tenho muito carinho por ele. O convite do casamento se perdeu em alguma parte, mas isso não muda minha opinião sobre ele – declarou.