B7ea97b8 ffdb 4f8c baeb 1fd9a986d05a

Após o clássico com o Corinthians, no Morumbi, neste domingo (24), o zagueiro tricolor Rodrigo Caio criticou o apito da partida e imprensa em entrevista na zona mista. De acordo com ele, quem tirou a chance de o São Paulo vencer na 25ª rodada do Brasileiro foi a arbitragem, influenciada por uma suposta mídia que defende o rival alvinegro.

“Ficou claro que quem tirou a nossa vitória não foi o Corinthians, mas a arbitragem. Isso tem acontecido com frequência e não podemos aceitar”, protestou o jogador, para quem o São Paulo tem sido prejudicado desde a 18ª rodada do campeonato, quando recebeu o Coritiba em casa.

"Aconteceu contra o Coritiba, dentro da nossa casa, quando deram um pênalti vergonhoso encima do Rildo”. Na partida, o São Paulo vencia por 1 a 0, quando a arbitragem concedeu a cobrança ao Coxa e Thiago Carletto igualou o placar. No segundo tempo Filigrana selou a vitória para os visitantes com o segundo gol. Com o resultado o São Paulo retornou ao Z-4.

Segundo o defensor do Tricolor paulista, a arbitragem nesse clássico, quando notificou o centroavante Lucas Pratto. “Hoje novamente tivemos um gol legítimo, o Pratto não se movimentou, ficou parado e o Cássio ‘trombou’ nele. Mas, mais uma vez, o juiz deu uma falta”, completou.

Mídia clubista e o prejuízo em escala

Para ele, a causa raiz das falhas da arbitragem é a existência da ‘mídia clubista’. “Muitas vezes jogamos contra o Corinthians e a arbitragem já está pressionada, pois a gente vê que a imprensa toda é corintiana, que muitas pessoas só falam a favor do Corinthians. Tenho certeza que o árbitro já entra [influenciado] por esse lado. É lamentável, é triste porque pela partida que fizemos, não merecíamos sair daqui com um empate”.

‘Tchau, Z-4’

Apesar do empate, que para o zagueiro não foi justo, o São Paulo respira aliviado, ao menos nesta rodada, já que deixou a zona da degola e passou a ocupar a 15ª posição da tabela, com 28 pontos.

Na próxima rodada o elenco Tricolor duela com o Sport, no Morumbi, às 16h00.