Fdfb2032 1362 4827 bcc0 35dd54a71d18 Cuca não desiste do bi do Brasileirão: "Fazendo jogo a jogo uma decisão" (Foto: Carlos Pessuto/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)

O técnico Cuca, do Palmeiras, admitiu que a saída do clube no fim do ano passado foi prejudicial para as duas partes. Ele não optou por renovar o vínculo depois do título Brasileiro por questões pessoais, mas retornou ao comando do time em maio, apenas 5 meses após a despedida, sem ter participado da montagem do elenco para esta temporada.

“Eu precisei sair no final do ano por questões pessoais. E essa minha saída foi prejudicial para mim e acho que para o Palmeiras também, porque eu já tinha um comando geral da casa. Eu ia ficar o ano parado, eu tinha planejado, mas lá pelo meio do ano, por gostar muito do clube e pelo convite do presidente e do Alexandre Mattos (diretor de futebol), acabei voltando. Mas numa dificuldade muito grande, diferente da dificuldade do ano passado”, disse em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes.

“Se o Palmeiras fosse 2º ou 3º no ano passado estava bom, fazia muito tempo que não era. Mas como nós quebramos um tabu de 22 anos, como o Palmeiras investiu forte para esse ano e como o Palmeiras se autopressionou, inconscientemente, de que iria ganhar tudo, nós estamos levando esse peso até hoje”, completou.

Apesar das eliminações na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, Cuca ainda não considera o ano como um ‘desastre’. Ele segue confiante na recuperação da equipe e não desiste da conquista do bicampeonato do Brasileirão.

“As coisas não estão como nós palmeirenses queríamos, mas não é um desastre o que está acontecendo. A gente está em quarto, um ponto atrás do segundo, e com 6% de chance. Nós tínhamos 1%, 2%, 3%. Vamos se apegar a isso. Fazendo jogo a jogo uma decisão e vendo no final do ano se a gente consegue ser o campeão”, analisou.

O próximo compromisso já um duelo decisivo contra o vice-líder Santos, sábado, no Allianz Parque. E Cuca quer buscar mais uma vitória para manter a caça ao Corinthians.

“Estamos muito atrás, mas temos que ir remando. Sábado é um jogo de caráter decisivo para nós e para o Santos. Os dois ficaram pelo caminho na Libertadores e só resta o Brasileiro. Temos que tentar fazer o máximo possível para vencer sábado”, finalizou.