4134e764 c122 4035 9ecc ada10fac0a35 Marquinhos diz que polêmica sobre o batedor de pênalti no PSG foi "conduzida da melhor forma" (Foto: Getty Images)

O Paris Saint-Germain abriu 5 a 1 já no primeiro tempo e acabou vencendo o Bordeaux por 6 a 2, neste sábado, pelo Campeonato Francês. Neymar deu passe para Cavani fazer um dos gols e também marcou outros dois gols: um de falta e outro de pênalti. Após a partida, o zagueiro Marquinhos afirmou que a polêmica em torno de quem bateria as penalidades foi conduzida "da melhor forma" e que o problema sempre foi "bom".

- A condução foi das melhores possíveis. Era um problema bom que o treinador tinha. Dois jogadores dispostos, com personalidade, com a responsabilidade de chutar um pênalti. Foi conduzido da melhor forma. O treinador conversou com todos. São dois grandes jogadores, grandes homens. Os dois vão ter oportunidades de bater pênalti, de bater faltas. Assim como um quer marcar gols, o outro também quer. Então, como eu disse, é um problema bom - disse o zagueiro.

Do outro lado, um dos dois gols do Bordeaux na partida foi do atacante Malcom, ex-Corinthians. O jogador afirmou que o PSG é uma "seleção" e que Neymar é seu ídolo. Além disso, comemorou o seu gol, apesar do placar elástico.

- A equipe é uma seleção. Mas o Neymar é o meu ídolo, não tem o que falar. É muito gratificante estar enfrentando e poder fazer gol também. É muito bom.

Com a goleada, o Paris Saint-Germain se distanciou na liderança do Francês, com sete vitórias e um empate em oito partidas. O PSG tem três pontos de vantagem sobre o Monaco, segundo colocado. A próxima rodada será apenas no dia 14 de outubro, quando o time da capital enfrenta o Dijon.