3ea67d05 2e32 4afe b041 1bfcda4e65ac

Quem conhece a rotina do Palmeiras sabe que a entrevista coletiva do técnico Cuca ocorre impreterivelmente às sextas-feiras na Academia de Futebol. Nesta quarta, porém, o treinador conversou com os jornalistas para esclarecer a polêmica sobre sua possível intenção de deixar o clube, e, logo de cara, o comandante já deu mostras do bom-humor característico.

“Peço sempre para falar duas vezes por semana, mas os assessores não deixam (risos). Quero estar aqui com vocês, gosto disso. Podem ver que estou sempre de bom humor, nunca bravo com nada. Tá, mentira (risos). Se liberarem, estou sempre aqui de quarta e sexta-feira”, disse o treinador, antes de comentar sobre sua vontade de permanecer no clube.

“O futebol no Brasil, mesmo que você tenha dez anos de contrato, é movido a resultado. No final do ano, como acontece comigo e qualquer outro treinador, você senta e conversa. É assim que eu penso o futebol. No sábado, me falaram que Levir falou que não dava para planejar 2018 antes de terminar 2017, e concordei. Estava fazendo uma alusão à resposta do Levir, não cabe ao meu trabalho, eu tenho contrato até 2018, quero poder fazer a montagem do ano que vem, que é o que eu gosto de fazer”, completou.

No sábado, Cuca foi questionado sobre uma frase do técnico santista Levir Culpi, que afirmou que seria “utopia” um treinador projetar a próxima temporada no futebol brasileiro, em virtude da falta de continuidade de trabalho dos mesmos. Na ocasião, o experiente treinador foi cauteloso e evitou falar como se sua permanência no cargo fosse uma certeza. Nesta quarta, porém, deu mostras de que, inclusive, já planeja a montagem do elenco para a próxima temporada.

“Modéstia à parte, tenho feito bem a montagem dos elencos. Quando se faz isso no começo do ano, você monta o perfil que você imagina, dentro das suas ideias. Tenho o diretor (Alexandre Mattos) mais rápido que já vi na vida, quero aproveitar isso. Montar um Palmeiras muito mais forte do que a gente imagina, para poder ganhar tudo que a gente puder”, disse. “Mas ainda temos que pensar nos 12 jogos restantes do Campeonato Brasileiro, para depois pensar no futuro. Porque se você não tem resultado nestas partidas, pode ter contrato de cinco anos, mas não te segura. Temos que pensar jogo a jogo”, finalizou.

O Verdão soma 43 pontos e é o quarto colocado do Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Cuca volta a campo no dia 12, quinta-feira, contra o Bahia, às 21h (de Brasília), no Pacaembu.