Thiago Davino - Minuto Esportes Ebbe965b 9728 47cd 9559 fb1fe5583cd7 CSA

Não apenas a noite, mas todo o sábado (07) foi de fortes emoções para o CSA. Ainda durante o dia o grupo marujo ficou sabendo do falecimento do irmão do capitão Daniel Costa, que pediu para jogar como forma de homenagear o irmão. Durante o jogo, uma partida pegada, na qual o CSA tentou administrar o resultado e acabou penalizado no último minuto, com gol de pênalti de Everaldo. 0 a 1.

A partida seguiu para as penalidades e nesse momento, o time marujo foi mais eficiente e contou com o apoio da torcida para vencer por 4 a 2. O CSA perdeu apenas um com Dawhan, enquanto o São Bento perdeu dois, sendo um deles em defesa do goleiro Motta. A última penalidade foi batida por Maxuel, que sacramentou a classificação para a final, diante do Fortaleza.

O JOGO – 1º TEMPO

Com a bola rolando, os dois times mostravam muito estudo. Ninguém se arriscava. Para um lado ou para o outro, a bola chegava na intermediária e voltava. Mas a primeira chance de perigo foi do CSA, quando Marcos Antônio mandou na área e Dawhan desviou, mas não conseguiu direcionar a bola.

Embora não conseguisse criar chances de perigo, o São Bento também subia ao ataque e deixava espaços para o CSA. Porém o time marujo jogava com o regulamento “embaixo do braço” e nem sempre aproveitava as brechas.

O CSA tentava através das bolas paradas e também de fora da área. Daniel Costa arriscou de longe e mandou muito perto da baliza rival, levantando a torcida azulina, que alternava entre empurrar e observar o jogo.

Passada a metade do primeiro tempo o time paulista conseguiu chegar pela primeira vez, em cobrança de escanteio. Bola na área e Rogério testou firme, parando nas mãos do goleiro Motta.

Para uma partida que valia vaga na final da Série C, as duas equipes mais se estudaram e pouco criaram. Melhor para o CSA que foi para o intervalo, ainda classificado.

2º - TEMPO

Na volta para o segundo tempo o São Bento se mostrava mais arisco, buscando mais o ataque e por duas vezes chegou, com Maicon Souza e Éder. O CSA não se assustou e foi para cima e com Daniel Costa, mandou um balaço que acertou o travessão do goleiro Rodrigo.

A partir daí, a partida ganhou em marcação. As duas equipes cometiam faltas e o árbitro precisou controlar os ânimos com cartões. Quem seu deu mal foi Anderson Cavalo do São Bento, que já tinha cartão amarelo, puxou e quase rasgou a camisa de Edinho e acabou expulso.

A reta final se aproximava e o jogo era perigoso. O CSA jogava pelo empate, mas era pressionado nos últimos minutos, levando inclusive, bola na trave. Quando o relógio marcava 45 minutos, Everaldo fez grande passe para Branquinho, que acabou derrubado por Raúl Diogo Penalti marcado e cobrança vem feita. Gol de Everaldo e minutos depois, jogo encerrado, seguindo para as penalidades. CSA 0 x 1 São Bento.

PENALTIS

Nas penalidades, o CSA foi mais eficiente, perdendo apenas uma cobrança, enquanto o São Bento perdeu duas, sendo uma para fora e outra parando no goleiro Motta. A ultima cobrança do time alagoano foi de Maxuel. 4 a 2 nas penalidades e CSA classificado para a decisão da Série C, diante do Fortaleza.