418909fb 60ad 451b 8080 73a50c17c8b9

Com os holofotes voltados para Wendel desde que Abel Braga tornou pública a insatisfação da comissão técnica e da cúpula do futebol em relação a sua postura, o relógio passou a contar mais rápido para ele. Com a ida para o PSG, no fim do ano, por detalhes, o volante tem algumas semanas para recuperar sua imagem e sair do Fluminense pela porta da frente.

Embora o ex-vice de futebol Fernando Veiga tenha dito recentemente que a negociação esfriou, o que se fala internamente é o contrário: a ida para a França avançou e está por detalhes. A antecipação dos 10 milhões de euros (R$ 37,3 milhões), que seriam pagos em parcelas, será feita pelo PSG.

Os departamentos jurídicos dos clubes trocam e-mails para alinhar a forma como o dinheiro será repassado — os franceses estão preocupados em não serem acusados pela Uefa de ferir a regra do “fair play financeiro”, criada para evitar que os clubes gastem sem se endividar. A expectativa é de que, em até 15 dias, o negócio seja finalizado.

Pessoas próximas ao jogador admitem que seu atual comportamento (atrasos e uma vida extracampo desregrada) passa por esta venda. A proximidade de uma transferência para o futebol europeu e, ainda por cima, para o clube onde jogam Neymar, Cavani e Mbappé, tiraram seu foco do Fluminense.

— Ele é um grande jogador. Nosso elenco é novo, e todos os garotos estão sujeitos a isso. Espero que ele possa fazer o melhor para ajudar o Fluminense — comentou o lateral-esquerdo Marlon.

Após a barração no Fla-Flu, Wendel pode ganhar nova chance amanhã, contra o Avaí, já que Douglas está suspenso. Os tricolores torcem para que o puxão de orelhas de Abel faça efeito.