18e6f1d3 9389 4ebb b246 433acebd0c02

A torcida do Santos não tolerou mais um tropeço da equipe no Campeonato Brasileiro. Após o empate com o Sport, o terceiro seguido na competição nacional, que culminou com a queda para a quarta posição, a Vila Belmiro foi pichada na madrugada desta sexta-feira.

Os principais alvos dos torcedores foram Zeca e Lucas Lima. O lateral-esquerdo fez uma publicação polêmica em seu Instagram, apagada minutos depois, onde um ’emoji’ mostrava o dedo do meio para os críticos.

O camisa 10, por sua vez, passou a ser perseguido pelos santistas após esquentarem os rumores de sua saída para o Palmeiras em 2018. Além disso, o meia também não jogou bem nas últimas duas partidas, contra Vitória e Sport, respectivamente.

Por fim, sobrou até para o presidente Modesto Roma Júnior, chamado de ‘frouxo’ em uma das pichações. Após a partida da última segunda-feira, o mandatário ameaçou barrar Zeca e Kayke por atitudes polêmicas. Porém, a dupla foi apenas repreendida e atuou na Ilha do Retiro, nesta quinta.

Em março deste ano, a Vila já havia sido alvo de pichações após uma derrota para o Palmeiras, no Paulistão. Na época, Zeca também foi ‘alvo’ dos torcedores.

Com 50 pontos, o Santos ocupa a quarta colocação do Campeonato Brasileiro, perdendo para Grêmio e Palmeiras no número de vitórias. O líder segue sendo o Corinthians, com 59.