3774843f 3881 48fa bb08 85f9d237e452

A reapresentação do elenco do Corinthians na tarde desta quarta-feira, no CT Joaquim Grava, começou com uma conversa entre membros da principal torcida organizada do clube, a Gaviões da Fiel, e o elenco alvinegro, representado pelo goleiro Cássio, pelo zagueiro Balbuena, pelo volante Gabriel e pelo centroavante Jô. Além deles, a diretoria, com o diretor de futebol, Flávio Adauto, e o gerente de futebol, Alessandro, também participou da reunião.

Segundo pessoas ouvidas pela reportagem da Gazeta Esportiva, o encontro foi pacífico, com esclarecimentos a respeito da queda de rendimento do Timão no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Após sobrar na primeira metade da competição, o clube do Parque São Jorge não consegue mais engrenar o mesmo futebol de antes e soma até o momento apenas 12 pontos no segundo turno, a 16ª campanha da competição.

A escolha dos líderes para o papo surgiu do próprio elenco, mandando os mais experientes (Danilo, com 38, foi poupado porque nem sequer atuou na temporada) e aqueles que têm uma identificação maior com a Fiel. Ambos os lados asseguram que não houve desentendimento ou discussão, apenas um esclarecimento dos motivos que causaram a oscilação. Além disso, a torcida assegurou apoio total até o Derby, marcado para o dia 5 de novembro, em Itaquera, contra o atual vice-líder Palmeiras.

Depois de ver sua margem de pontos na liderança oscilar entre dez e oito pontos, o clube agora tem apenas seis de vantagem sobre o arquirrival e o Santos, terceiro colocado, a menor desde a 15ª rodada. Para evitar o que os torcedores classificaram como um “vexame histórico”, o pedido foi que o time entre com a concentração redobrada na partida diante da Ponte Preta, neste domingo, às 17h (de Brasília), no Moisés Lucarelli.

O foco no próximo duelo é tamanho que, mesmo com atividade marcada no gramado para as 16h30, nem um jogador apareceu no campo do CT até as 17h30. O técnico Fábio Carille, que reclamou bastante dos gols tomados em escanteios no revés por 2 a 1 para o Botafogo, no Rio de Janeiro, exibiu diversos vídeos com falhas defensivas para alertar o que precisa ser modificado daqui para frente.