4bccf492 d3ca 4b7b 8ccb 1814d11650de

Ídolo de Palmeiras e Vasco e atual comentarista da 'Fox', Edmundo foi convidado do programa 'Noite de Craques', do Esporte Interativo. O Animal debateu muito a questão política do clube e pediu transparência na eleição presidencial do clube que acontece neste mês. O ex-atleta se emocionou ao falar do tratamento que recebe em São Januário e revela ter medo de ir ao local.

“A minha campanha é por mais transparência na eleição do clube, para que o torcedor tenha o direito de escolher quem ele quer. Eu confesso que eu tenho medo, de verdade. Tem um staff que vai agredir, que vai xingar e que vai expurgar as pessoas que querem um processo transparente dentro do clube", disse Edmundo, que também citou a falta de consideração pelos jogadores que fizeram história no clube.

“Não vai ter nenhuma homenagem para o comemorar o título de 1997 (Campeonato Brasileiro). É doído. A gente sempre fala que o jogador passa por um processo de morte né? Para, fica no ostracismo, não sabe o que fazer da vida… eu parei e dois meses depois já estava trabalhando na televisão, estou feliz, trabalho em uma grande emissora, mas tem muito jogador que não tem grana, voltou para o seu lugar de origem, e que o sonho é de estar no clube, ver o nome cantado de novo… pô, uma homenagem! É isso que eu quero trazer ao clube”, explicou Edmundo.

Edmundo ainda fez questão de lembrar o tratamento que Roberto Dinamite recebe no Vasco. “O tratamento que dão ao Dinamite é um absurdo! O Roberto é nosso ídolo, nós temos que ter carinho e respeito por ele”, completou muito emocionado.