Foto: Ricardo Duarte/SCI Ac528405 9584 4931 a19f f9c372feb9f7

Um jogo de muita marcação, de chances de gol para ambos os lados, mas que terminou empatado sem gols na noite desta sexta-feira (03). O CRB foi até Porto Alegre enfrentar o Internacional no Beira Rio em Porto Alegre, fez uma partida equilibrada e acabou somando um ponto importante com o 0 a 0 no placar.

O resultado mantém o CRB na 16ª colocação, fora da zona do rebaixamento com 39 pontos. O próximo compromisso do “Galo” acontece na terça-feira diante do Juventude no Rei Pelé. O Inter por sua vez, segue na liderança com 62 pontos e terá pela frente a Luverdense fora de casa.

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando no Beira Rio e o Inter logo partiu para cima do CRB. Em menos de 15 minutos o time da casa assustou e até balançou as redes. Primeiro, D’alessandro rolou para Leandro Damião que exigiu boa defesa do goleiro Edson Kolln. O goleiro regatiano participaria de uma jogada “bizarra”, quando a bola foi levantada na área e William Potker impedido, cabeceou para o chão, o goleiro deixou passar entre as pernas e na tentativa de afastar, Adalberto mandou contra o próprio gol, que acabou anulado.

Depois dos primeiros minutos de pressão, o CRB tentava se organizar, “fechava a casinha” e começava a colocar a bola no chão e também atacar o time da casa. O jogo era pegado e diante das disputas, o volante Adriano do CRB e D’alessandro do Inter trocaram empurrões.

A primeira chance concreta de perigo para o CRB, só veio aos 37 minutos. Diego cobrou falta na área e Rodrigo Souza desviou de cabeça, mandando muito perto do gol de Danilo Fernandes. A pequena, mas presente torcida do CRB empurrava a equipe alagoana.

Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Inter voltou a atacar e por duas vezes exigiu do goleiro Edson Kolln, que garantiu o empate em 0 a 0 na capital porto alegrense.

2º - TEMPO

Na volta para o segundo tempo, o que se via era um CRB mais atento para sair e atacar e um Inter que tentava intensificar as ações ofensivas. A primeira chance do time gaúcho veio aos 10 minutos, quando Winck arriscou um chutaço de fora da área e assustou.

Com o tempo passando e o placar zerado, o Inter atacava e deixava espaços, que o CRB aproveitava. Na primeira grande chance, Danilo Pires buscou Neto Baiano, a bola desviou na zaga e subiu, ficando livre para o centroavante alvirrubro, que bateu de primeira, para grande defesa de Danilo.

Minutos depois, o “Galo” chegou mais uma vez com perigo. Tinga carregou desde a intermediária e bateu forte, para outra boa defesa do goleiro do Inter e na sequencia, Rodrigo Dourado afastou a bola, mandando para a linha de fundo.

O jogo seguia pegado, com chances de gols, mas também com muita marcação. O árbitro precisava conter as faltas, mas também não distribuía cartões, segurando o ímpeto dos atletas em campo.

Minutos finais de partida, o Inter tentava de todas as maneiras, mas esbarrava na defesa do CRB. A tentativa vinha através das bolas paradas, mas o goleiro Edson Kolln estava atento e segurando tudo.

A partida seguiu até os 51 minutos, mas as redes não balançaram. Final de jogo, Internacional 0 x  CRB.