43106bba e6d8 421a 8071 67e4d86d370a

Um dos maiores nomes do futebol africano de sua geração, o atacante togolês Emmanuel Adebayor, de 33 anos, com passagens por Monaco, Arsenal, Real Madrid e Manchester City, revelou em entrevista que pensou em se matar por causa de sua família.

Em entrevista à revista francesa So Foot, o atleta afirmou que cogitou suicídio por conta da excessiva pressão dos próprios parentes, que, segundo ele, só pensavam no dinheiro acumulado pelo jogador. "Por muitas vezes pensei em me matar. Foi assim quando sofri uma lesão grave no Tottenham. Estava fazendo exames quando me telefonaram para perguntar se eu poderia pagar a escola de uma criança. Isso antes mesmo de perguntarem se eu estava bem", lamentou Adebayor.

O togolês, atualmente no Istanbul Basaksehir, da Turquia, disse que precisa mudar o número do telefone para que os familiares que só sabem pedir dinheiro não o encontrem. "Tudo se torna difícil de suportar quando você trabalha duro para tirar tua família da pobreza e ainda assim eles se colocam contra você", reclamou.