5cefde3e 2129 475f ab35 440496599070

A entrevista coletiva do técnico Renato Portaluppi teve ares descontraídos. Com o time campeão da Libertadores, o treinador gremista falou sobre a sua estátua, deu uma leve alfinetada no Inter e declarou feriado facultativo na capital gaúcha.

Sempre descontraído nas coletivas, após a conquista da Libertadores o técnico Renato Portaluppi não poupou o prefeito de Porto Alegre. Ele mandou os gremistas irem acordar o autoridade da cidade e ainda afirmou que esta quinta-feira vai ser feriado. “Eu queria que alguém agora acordasse o prefeito de Porto Alegre. Com todo respeito ao seu Marchezan, desculpa prefeito, sei que o senhor é uma autoridade, mas eu, Renato Portaluppi, estou declarando amanhã feriado em Porto Alegre. Facultativo. Eu tenho certeza que o prefeito vai atender esse nosso pedido porque o mundo todo está falando de Porto Alegre, do Rio Grande do Sul, onde tem um grande clube, que é campeão do mundo e tricampeão da América. Então, gremistas, vão nos esperar no aeroporto, curtam o dia de amanhã, sem quebra-quebra”, destacou.

A corneta não poderia falta. O treinador gremista lembrou do torcedores do Internacional e os parabenizou pelo retorno à Primeira Divisão. “Com todo respeito, dar os parabéns aos colorados também por terem subido para a Série A e também podem pegar essa beirinha do feriado amanhã. Uma grande festa os gremistas sabem fazer. Até porque o Papai Noel é gremista”, afirmou.

Quando foi campeão da Copa do Brasil pelo Grêmio em 2016, Renato Portaluppi pediu uma estátua para a direção gremista. Com a conquista da Libertadores, o técnico do Tricolor Gaúcho voltou a reforçar esse pedido. “Ontem mesmo a pressão começou. Eu acredito que vai sair. Os homens que mandam no clube que eu posso pedir a estátua estão aqui. Os ouvidos deles estão bastante quentes. Se a estátua não sair dessa vez, realmente eu desisto”, ressaltou.

Para encerrar, o treinador ainda se deu folga por três dias e só deve retornar ao Grêmio na segunda-feira. “A hierarquia sempre prevaleceu no Grêmio e sempre vai prevalecer. Mas hoje eu tomo a liberdade de falar para o presidente e para a minha diretoria que eu estou me dando três dias de folga porque estou precisando. Então, nesses três dias, um abraço para vocês. Deixa eu curtir com a minha família e amigos. É o que vou fazer a partir de amanhã. Segunda-feira a gente se vê de novo. Um grande abraço e somos tri!”, finalizou.