8d7b84dd 9a8a 4224 b5f6 e81678c4d3b0

Anderson Simões, o vice-presidente de estádios do Botafogo, teve seu afastamento determinado pela Justiça. O juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte acatou o pedido da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro.

O caso está envolvido na Operação Limpidus, que investiga o envolvimento de dirigentes de clubes de futebol com torcidas organizadas e cambistas.

Simões foi levado pela polícia de casa para prestar depoimento na Delegaria de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

O clube ainda não se pronunciou oficialmente porque não recebeu notificação formal da Justiça.

Na sala de Simões no Estádio Nilton Santos, entre outros objetos, foram encontrados dois facões.

Em nota oficial, o clube criticou o fato de Simões ter sido conduzido coercitivamente, negou disponibilizar ingressos para organizadas e se colocou à disposição das autoridades. A nota não aborda, no entanto, o afastamento do dirigente.

Leia a nota na íntegra:

NOTA OFICIAL

Considerando os fatos noticiados, na data de hoje, sobre a operação policial oriunda de procedimento instaurado para investigação da existência de relação entre Clubes de Futebol e Torcidas Organizadas, o BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS vem a público manifestar seu inconformismo com a condução coercitiva de seu Vice Presidente de Estádios - ANDERSON DE CARVALHO SIMÕES, desnecessariamente realizada às 6h da manhã em sua residência e sem que houvesse prévia intimação de comparecimento ou recusa de sua parte em colaborar.

Oportuno esclarecer que o BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS, na forma da lei e do Termo de Ajustamento de conduta firmado por todos oa Clubes de Futebol do Rio de Janeiro, não distribui ingressos para torcedores e não compactua com qualquer conduta nesse sentido. O Clube procura facilitar a aquisição de ingressos por seus torcedores e vem adotando práticas seguras de controle de ingressos visando, inclusive, o combate da odiosa prática de cambismo, que além de ilegal, ocasiona sérios prejuízos financeiros às entidades de prática desportiva.

O BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS permanece à disposição do Poder Judiciário, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, bem como da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, para esclarecer qualquer questão e fornecer às Autoridades tudo aquilo que for solicitado, visando a colaboração nas investigações e consequente elucidação dos fatos.

Botafogo de Futebol e Regatas