78ba0c36 89e2 46b7 9171 77d54b7c21c0

Por um incidente ocorrido durante a Copa do Mundo de 2002, o ex-jogador e empresário Ronaldo foi condenado a pagar uma indenização de R$ 30 mil ao jornalista José Aveline Neto, por dano moral. O Fenômeno ainda pode recorrer da decisão, assinada pelo desembargador Fernando Foch, da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Aveline teve sua câmera tomada por Ronaldo, acompanhado de seus seguranças, após fotografar o jogador acompanhado de Ronaldinho Gaúcho em uma boate na cidade de Seogwipo, na Coreia do Sul. Os atletas apareceram na noitada após o Brasil derrotar a China, por 4 a 0, na primeira fase do Mundial.

O jornalista contou que, após destruir o filme, Ronaldo se recusou a devolver a câmera, mesmo com a intervenção de um assessor da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo Neto, ele teria autorização do estabelecimento para usar seu material no local.