3bb23ccf 02fe 4902 b202 73d50878f719

A representante e advogada Robinho, Marisa Alija, rebateu José Carlos Peres, recém-eleito presidente do Santos, que afirmou não cogitar uma negociação com o atacante porque sua condenação em primeira instância a nove anos de prisão na Itália por violência sexual  pode causar danos à imagem do clube. 

Ao LANCE!, Marisa afirma que, como mulher, jamais defenderia o atleta caso não tivesse certeza da índole e inocência dele.

- O Robinho já tem defesa constituída na Itália, e temos confiança na resolução com justiça: pois são inúmeras as provas de sua inocência. Inclusive, agradecemos os clubes por onde ele passou, que prestaram apoio e solidariedade, pois conhecem e confiam na índole do atleta. A nova diretoria do Santos tem bastante coisa para se preocupar - para manter o clube em um patamar alto -, portanto não precisa se preocupar com as questões pessoais do Robinho - disse a representante.

O novo presidente santista, que assumirá o cargo em, não fechou as portas para Robinho, mas ressaltou que o jogador talvez não esteja no perfil desejado pelo Santos:

- Espero que ele seja inocente, mas isso não tem nada a ver com contratação neste momento. Não está em cogitação. Pode até acontecer nos próximos dias, uma boa proposta dele pra gente, um salário condizente. Hoje não existe negociação. Talvez não esteja no perfil que queremos no novo Santos. É um perfil de boa imagem, no Brasil e exterior, sem aventuras. Não podemos trocar o valor do nosso clube por uma decisão - disse em entrevista à ESPN.