50f24c8e 0655 4134 9615 ec0a9e5e92ef

Com seu nome ventilado no Cruzeiro e com mais peso nos últimos tempos no River Plate, o atacante Lucas Pratto terá de mudar seu foco para o lado criminal da vida. Sua academia em parceria com o zagueiro Léo Silva, do Atlético-MG, em Belo Horizonte, foi flagrada em uma operação sobre furto de energia.

A informação foi confirmada pela Cemig, empresa responsável pelo fornecimento de energia em Minas Gerais. A academia do atleta fica no bairro Renascença, na região nordeste de Belo Horizonte.

A Cemig tem um centro de medição que monitora à distância o consumo de energia. No fim de agosto, a fornecedora já havia comunicado a academia por uma fraude.

Meses depois, o mesmo monitoramento chegou a conclusão que o consumo de energia da academia estava muito pequeno para o tamanho da Pratto Fitness. Em uma vistoria, o “gato” foi confirmado, com a fiação passando direto do posto para o prédio, sem passar por um relógio, portanto, sem medir o consumo.

O crime de furto de energia elétrica tem como pena reclusão de 1 a 4 anos e multa, de acordo com o Código Penal no artigo 155.