65ecccf9 a240 419b 87b6 d4e61773e236

Os valores cobrados pelo Flamengo na Ilha do Urubu tornaram-se alvo de críticas de boa parte da torcida desde o primeiro jogo. Na última quinta-feira, o clube reformulou os descontos para sócios-torcedores, limitando a meia-entrada a quem tem o direito por lei para a partida com o Grêmio, na quinta-feira. Mesmo assim houve protestos. Dentro do clube, inclusive, o desconforto é grande.

Contudo, o diretor-geral Fred Luz detalhou ao EXTRA o que pensam os dirigentes sobre o tema. Segundo ele, a ideia é acreditar que o torcedor do Flamengo quer um time forte, mesmo que para isso a Ilha do Urubu seja um estádio apenas para sócios e o povão que compõe a Nação tenha que ver mais jogos pela televisão.

- Popular são as gratuidades. Isso no Estado não tem cunho social, não importa a renda. Poderia ser, mas não é - disse Fred, referindo-se a politica de governo que estabelece gratuidade para idosos e criancas. Sao 1200 ingressos nesta cota na Iilha.