Foto: Ascom-CSA/RCortez 13f04ad2 3733 4689 9d60 f543cef5d3ef Treinamento do CSA

Amistosos preparatórios e jogos treinos, servem mais para observar a atuação do time, do que propriamente o resultado. Neste sábado (30), o CSA demorou a deslanchar, mas acabou goleando o primeiro teste visando a temporada 2018, ao golear o time do Sindicato dos Atletas Profissionais por 5 a 1, no Mutange.

Na primeira etapa, o técnico Flávio Araújo colocou em campo uma equipe formada por Cajuru, Talisson, Mazinho, Cristiano e Paulinho; Leo, Da Silva e João Victor; Bruno Veiga, Giva e Maxsuell.

Quando a bola rolou, o time do Sindicato até buscava mais o jogo, enquanto o CSA estudava o adversário. Aos poucos os azulinos passaram a dominar o jogo, até abrir o placar, com o atacante Maxsuell Samurai.

Ainda no primeiro tempo, Jackson empatou para a equipe do Sindicato dos Atletas, dando números finais ao primeiro tempo, de muita movimentação, e poucas chances de gols criadas.

Veio a segunda etapa e com ela um time totalmente diferente do CSA. O treinador substituiu as onze peças e colocou em campo um time mais conhecido pela torcida, seja pelos remanescentes de 2017 e dos reforços para 2018.

Mota, Celsinho, Leandro Souza, Lobão e Rafinha; Dahwan, Yuri, Marcos Antônio e Didira; Echeverria e Leandro Kivel formaram o time que foi mais agressivo em campo e que enfim, conseguiu deslanchar na partida.

O segundo gol veio em longo cruzamento de Marcos Antônio, pela esquerda, Dahwan subiu no terceiro andar e meteu a cabeça na bola. Não demorou para sair o terceiro. Didira recebeu cruzamento de Celsinho e completou para as redes.  

Na reta final do jogo, o time marujo já dominava as ações na defesa e no ataque e seguiu marcando. Rafinha foi lançado dentro da área, cruza pra trás, o goleiro não afasta e Siderlan faz contra. 4x1

Nos últimos minutos, Dawhan marcou o segundo dele, o quinto do CSA e fechou a conta na partida, após aproveitar cruzamento de Rafinha e marcar novamente de cabeça. O jogo de dois tempos de 50 minutos, foi encerrado com o placar de 5 a 1 do CSA sobre o Sindicato dos Atletas Profissionais.