Eab3317f b5ab 4145 8b21 adac3ed7fd46

Se a ideia do Flamengo é voltar a vencer um título relevante, talvez tenha escolhido o nome errado. Ao menos é o que mostra o currículo de Paulo César Carpegiani, que desde 1982 não conquista um título importante no futebol brasileiro. O último foi o Brasileirão daquele ano, justamente pelo Flamengo.

O último time de grande torcida que Carpegiani dirigiu foi o São Paulo, entre 2010 e 2011. Na época, acabou demitido após eliminações no Paulistão, na Copa do Brasil para o Avaí e uma campanha irregular no Brasileiro.

Em 2012, Carpegiani voltou ao Vitória para dirigir o time na Série B do Brasileiro. Polêmico, resolveu não comandar o time na beira do campo, vendo os jogos na tribuna. O método deu certo no primeiro turno, quando o time liderou boa parte do campeonato, mas a queda no desempenho na metade final fez com que o treinador pedisse demissão.

Em 2013, sem sucesso, Carpegiani passou pela Ponte Preta. Depois de mais de três anos sem trabalhar, assumiu o Coritiba em 2016, evitando o rebaixamento do Coxa, mas sendo demitido no começo do ano seguinte, após eliminação precoce na Copa do Brasil para o ASA-AL. Ano passado, chegou ao Bahia e fez um bom trabalho, fazendo a torcida tricolor sonhar com uma vaga na Libertadores.