Foto: Thiago Davino 30bce8c4 947e 44c0 8440 b78accb64958

O CSA perdeu uma grande chance de abrir folga na liderança do Grupo A da Série C. Na tarde deste domingo (09) o time marujo ficou no empate em 0 a 0 diante do Cuiabá e acabou frustrando a grande torcida azulina que compareceu ao Estádio Rei Pelé.

Com o empate o CSA segue líder do Grupo A com 18 pontos, três a mais que o Sampaio Corrêa, que venceu o Botafogo da Paraíba e de certa forma ajudou o time alagoano. Na próxima rodada o CSA fará o clássico alagoano diante do ASA, em Arapiraca.

Já o Cuiabá, está na 6ª posição do grupo com 10 pontos e vai enfrentar o Botafogo-PB na Arena Pantanal.

O JOGO – 1º TEMPO

Com a chance de disparar na liderança do Grupo A da Série C e ficar mais perto da vaga na próxima fase, a torcida do CSA compareceu ao Rei Pelé para empurrar o time marujo diante do Cuiabá.

E logo nos primeiros minutos o time alagoano foi para cima do adversário e assustou. Triangulação entre Daniel Costa e Jorge Fellipe, sobrando para Michel Douglas, que não pegou bem na bola e perdeu a chance de abrir o placar no “Trapichão”.

Apesar de ter começado com tudo, o CSA não teria vida fácil. Primeiro, Cristiano arriscou e parou em boa defesa de Alexandre Cajuru. O time azulino seria assustado minutos depois, com Rafael Estevam que mandou próximo da baliza do time alagoano.

O CSA também não queria se arriscar e por isso, passo a tocar a bola e administrar melhor a partida. Mesmo assim o time do Cuiabá seguia buscando o ataque, como na jogada em que Dakson arriscou e viu a defesa do goleiro azulino.

O jogo era disputado, mas na reta final, o CSA resolveu dar o conhecido “abafa” no time visitante. Com dificuldades para criar jogadas, a equipe alagoana insistiu nas bolas aéreas e assustou duas vezes, a primeira com Gustavinho e a segunda com Jorge Fellipe.

Antes do final da etapa, o “Azulão do Mutange” teve outra grande chance, dessa vez com Dawhan, que arriscou de fora da área e parou em grande defesa do goleiro Douglas. Final do primeiro tempo, CSA 0 x 0 Cuiabá.

Foto: Thiago Davino

2º - TEMPO

Quando o segundo tempo retornou, as duas equipes sabiam os riscos que corriam caso atacassem de qualquer jeito. Assim, o jogo era mais pegado no meio de campo. Mesmo  assim, o CSA chegou a balançar as redes com o zagueiro Rodrigo Lobão, mas o tento foi anulado por impedimento.

O zagueiro Lobão seria destaque em outra jogada do time azulino. Marcos Antônio cobrou escanteio, Dawhan que não é alto, mas se posiciona bem na área testou e a bola seguia para o gol, mas Lobão acabou jogando contra e tirando o que poderia ser o gol que de abertura do placar.

A partida seguia com muito equilíbrio e muita marcação. Tanto CSA, quanto Cuiabá, tiveram chances na bola parada, com faltas perigosas na entrada da área, mas os batedores não acertaram o pé.

A partida entrava na sua reta final, o CSA era empurrado pela torcida, buscava o empate a todo custo, mas também deixava espaços. Numa dessas oportunidades, Fábio Souza ficou livre para bater e exigiu grande defesa do goleiro Cajuru.

O jogo seguiria até os 50 minutos e o CSA atacava, pressionava o time do Cuiabá, exigia trabalho da defesa do time visitante, que se fechou e garantiu o empate em 0 a 0 no Estádio Rei Pelé.