Thiago Davino - Minuto Esportes C26f9228 85ab 4f0e bbf2 90019c3da457 CRB x CSA

Um “Clássico das Multidões” na sua essência na tarde deste domingo (04) no Estádio Rei Pelé. CRB e CSA fizeram um clássico com muita rivalidade, chances de gol, expulsão e uma falha do goleiro azulino Mota, que viria ser decisiva para a vitória do time regatiano por 1 a 0.

A vitória colocou o CRB com 16 pontos na liderança do estadual, além de quebrar a invencibilidade do CSA que agora é o segundo com 14. Na próxima rodada o time regatiano terá outro clássico pela frente, dessa vez contra o ASA em Arapiraca. Já o CSA fecha a primeira fase da competição diante do Coruripe no Rei Pelé.

O JOGO – 1º TEMPO

As duas equipes entraram em campo e logo apresentaram o primeiro capítulo do “Clássico das Multidoes”, segurando juntos, a faixa da campanha de “Paz Nos Estádios”, do Governo de Alagoas e da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj).

Foto: Thiago Davino/MinutoEsportes

 

Com a bola rolando, o que se via era um CSA mais ativo e com maior posse de bola. Porém, a primeira chance do jogo foi do CRB. Juninho Potiguar tabelou com Neto Baiano e de frente para o gol, bateu fraco, nas mãos do goleiro Mota.

Minutos depois, o CSA teria uma grande chance. Daniel Costa recebeu no meio de campo e deu um belo passa para Josimar, que ficou livre, mas demorou para finalizar e viu o goleiro João Carlos crescer na sua frente, desperdiçando a oportunidade, para desespero da torcida azulina.

 

Reta final do primeiro tempo e o CRB trabalhava bem a bola pela esquerda e chegou muito perto o gol. Bola na área, Neto Baiano ficou sozinho, encheu o pé, mas mandou por cima da baliza azulina.

O primeiro tempo parecia se encaminhar para o empate sem gols, mas num clássico, tudo pode acontecer. Aos 35 minutos, bola lançada do campo de defesa do CRB para o ataque, parecia que o goleiro Mota seguraria com tranquilidade, mas falhou e deixou nos pés de Juninho Potiguar, que acreditou até o último lance e tocou para o fundo das redes.

Festa alvirrubra no Estádio Rei Pelé e final de primeiro tempo com vitória parcial do CRB sobre o CSA.

2º - TEMPO

Veio a segunda etapa e o que se via era um CRB mais seguro, tentando administrar o resultado e o CSA que já não tinha a mesma organização da primeira etapa. Com isso, o jogo caiu de ritmo e as faltas eram mais constantes.

Aos 27 minutos de jogo, uma baixa no CRB. CSA no ataque, Josimar iria sair de frente para o goleiro adversário, mas Anderson Conceição derrubou o atacante azulina quase em cima da linha e foi expulso. Na cobrança da falta, Daniel Costa bateu a meia altura e acertou as redes pelo lado de fora, levantando a torcida azulina.

Foto: Thiago Davino/MinutoEsportes

 

Minutos depois o CSA intensificou a sua pressão, uma vez que tinha um jogador a mais. O time marujo trabalhou a bola, que sobrou a entrada da área para Josimar, que bateu forte e exigiu uma defesa sensacional do goleiro João Carlos.

De forma desorganizada, o CSA pressionou o CRB até o final do jogo, mas não conseguiu mudar o resultado. Final de partida no Rei Pelé, CRB 1 x 0 CSA.