C3cc32d2 3b6a 4093 9f45 3318b6cb8a48

A derrota por 2 a 0 diante do Corinthians, sofrida na noite desta quarta-feira, deixou o Palmeiras 16 pontos atrás do arquirrival no Campeonato Brasileiro. Após o revés no Palestra Itália, preocupado, o técnico Cuca assumiu a responsabilidade e admitiu que o foco está na Copa Libertadores e na Copa do Brasil.

“O elenco é bom. Se não está jogando o que pode, a culpa é de quem treina. Não adianta tirar a responsabilidade e jogar para os outros. Eu sou realista: ainda não consegui definir o time. Isso é culpa minha e não de quem está jogando”, disse Cuca, repetindo a postura adotada após a derrota contra o Cruzeiro.

Com 19 pontos ganhos em 13 rodadas, o Palmeiras ocupa a sexta posição do Campeonato Brasileiro. A desvantagem significativa em relação ao Corinthians fez Cuca praticamente descartar as chances de título antes mesmo da primeira metade do torneio nacional.

“No Brasileiro, o Palmeiras tem que pensar na Libertadores do ano que vem, em ficar entre os seis primeiros, de preferência entre os quatro. Os mata-matas são carro-chefe. Vamos tentar ganhar a Libertadores, a Copa do Brasil ou os dois”, afirmou o palmeirense.

No próximo dia 26 de julho, no Mineirão, o Palmeiras encara o Cruzeiro pelas quartas de final da Copa do Brasil após empate por 3 a 3 no Palestra Itália. Em 9 de agosto, dentro de casa, o time alviverde pega o Barcelona de Guaiaquil pelas oitavas da Libertadores com a obrigação de reverter uma desvantagem de 1 a 0.

Questionado se a fase vivida pelo time antes dos confrontos eliminatórios preocupa, Cuca assentiu e manifestou o desejo de definir o time antes dos duelos decisivos. Diante do Corinthians, após três alterações promovidas pelo treinador, o Palmeiras encerrou a partida desorganizado, com o zagueiro Yerry Mina como centroavante.