6c8e314f c42b 4b13 b2b7 9451a603699f Hélio dos Anjos durante o jogo na Ressacada (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC)

Apesar de o Goiás ter ficado duas vezes à frente no placar e ter deixado a vitória escapar, Hélio dos Anjos saiu satisfeito da Ressacada. Pelo pouco tempo de treino após a conquista do título goiano e até pela rapidez com que o time teve que "mudar a chave" para a Copa do Brasil, o comandante esmeraldino viu com bons olhos o desempenho no 2 a 2 contra o Avaí.

- Não tem gosto amargo. Vou olhar por outro lado. Pelos dois jogos dificílimos que fizemos em Goiânia para ganhar o título, foi bom. Queira ou não queira, vai sempre existir festividade depois de um título. Mesmo assim, o nível de competitividade foi altíssimo. Madison estava suspenso, optamos por não usar o Léo Sena, mas o time não sentiu nada.

Com o regulamento atual da Copa do Brasil, qualquer empate no duelo da volta leva para os pênaltis. O Goiás não terá vantagem por ter marcado gol na casa do adversário. Diante disso, o placar na Ressacada não foi tão positivo, mas Hélio exalta o volume de jogo do time.

- Vou esquecer o resultado. Fiquei feliz demais com a performance. Foi um jogo que retrata o que teremos pela frente na Série B. O Avaí é um time tradicional nessa divisão. No geral, fiquei muito satisfeito. Estamos com um time encorpado e, naturalmente, vamos ter um crescimento ao longo da temporada - projetou o técnico do Alviverde.

O segundo confronto entre Goiás e Avaí será na próxima quarta, no Serra Dourada, em Goiânia. Antes, porém, o Alviverde estreia na Série B. O time vai até Alagoas para enfrentar o CSA, sábado, às 16h30, no Rei Pelé.