Thiago Davino - Minuto Esportes 3148d2e1 7d7d 4c06 9ade a5e4a8162250 CSA

Um jogo digno de uma reestreia no Campeonato Brasileiro da Série B na tarde deste sábado (14) no Estádio Rei Pelé. 25 anos depois, o CSA estava de volta à segunda divisão nacional, enfrentou um clube tradicional, o Goiás e venceu por 2 a 1, com gols de Niltinho e Michel Douglas.

O CSA começou com o pé direito na competição nacional e seu próximo compromisso será na sexta-feira, diante do São Bento no interior paulista. Já o Goiás, jogará em casa no sábado diante do Sampaio Corrêa.

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando e o CSA, antes de se situar em campo, levou logo um susto. Aos 6 minutos, bola na área do CSA e Eduardo Brock desviou de cabeça para as redes. Porém, o defensor do Goiás estava impedido.

A partir daí o CSA respirou e passou a conduzir a partida. O time marujo tinha uma maior posse de bola, rondava mais a área do rival, mas ainda sem efetividade. O Goiás por sua vez, esperava o time da casa e buscava os contra-ataques.

Na metade do primeiro tempo a equipe alagoana sofreu uma baixa. Em disputa de bola com Léo Sena, Didira levou uma cotovelada no nariz e caiu no chão sangrando. O meia foi atendido e precisou ser substituído, pelo estreante Hugo Cabral.

Foto: Thiago Davino

 

O jogo seguia equilibrado e só veio esquentar mesmo nos 15 minutos finais. Quem chegou primeiro foi o Goiás. Maranhão foi lançado e deixou para o alagoano Junior Viçosa, que bateu de primeira e mandou perto do gol de Cajuru.

No ataque seguinte foi a vez do CSA. Dessa vez, bola na área esmeraldinha, Niltinho escorou de peito e Daniel Costa bateu forte, parando no goleiro Marcelo Rangel. O goleiro do clube goiano viria ser importante minutos depois, em novo ataque do CSA, dessa vez com Edinho, que bateu alto e forte, para defesa do arqueiro rival.

Este foi o último lance de perigo da primeira etapa, que terminou empatado sem gols no Rei Pelé.

2º - TEMPO

O segundo tempo começou e assim como na etapa inicial, a primeira chance foi do Goiás. Bola para Junior Viçosa, que de voleio mandou forte, parando em grande defesa do goleiro Cajuru do CSA.

O time marujo porém, quando chegou, balançou as redes e levantou a sua torcida. Aos 9 minutos, bola na área da equipe goiana e a defesa afastou, mas mandou nos pés de Daniel Costa, que deu um belo passe alto, nos pés de Niltinho, de primeira, tocando para o fundo do gol.

Foto: Thiago Davino

A partida era bem diferente do primeiro tempo. Depois do gol do CSA, o Goiás também chegou ao ataque com Maranhão e parou no goleiro azulino. Mas, no lance seguinte, o "Azulão do Mutange" respondeu novamente com gol.

Aos 13 minutos, Rafinha cruzou na área e encontrou Michel Douglas, que desviou de cabeça com estilo e marcou o segundo do CSA. Festa azulina e grande vantagem para a equipe alagoana.

Jogo de Série B é movimentado e disputado. O Goiás não se abateu e conseguir diminuir aos 20 minutos. Cobrança de falta ensaiada, bola levantada na área azulina e David Duarte cabeceou para o fundo das redes. 2 a 1.

CSA e Goiás se alternavam no ataque.  Maranhão fez grande jogada e parou em Cajuru, enquanto Celsinho aproveitou “corta luz” de Niltinho e bateu forte, para uma defesaça de Marcelo Rangel.

Reta final de jogo, as substituições e parada fizeram com que a partida fosse até os 50 minutos. Apesar da pressão do Goiás, o CSA administrou o resultado e garantiu grande vitória na sua reestreia na Série B.