17136196 c97c 458b 8630 f5f1caae7908

Após erros de arbitragem no jogo do Flamengo contra o Vitória no último sábado, o jornalista Marcelo Barreto, do SporTV, criticou fortemente a CBF durante o programa 'Redação Sportv', da emissora. O apresentador apontou como uma solução para o problema recorrente a profissionalização da arbitragem.

"Nenhuma medida que não contemple a profissionalização do árbitro de futebol vai resolver (os erros). É tapar o sol com a peneira. É justificativa para a sociedade. O que acontece hoje na arbitragem brasileira é um profissionalismo disfarçado. Muitos árbitros montam um esquema nas suas vidas pessoais para poder viver de arbitragem", pontuou Barreto.

"É aquela coisa romântica de antigamente, em que (por exemplo) o árbitro era dentista e cancelava suas consultas. No ritmo do futebol brasileiro, isso não dá mais. São professores de educação física que montam empresas e vivem de arbitragem. E quando a CBF faz esse afastamento, está dando uma punição financeira. Apitar jogo da Série B é punição financeira porque o cachê é menor, eles recebem por jogo. A CBF não banca o profissionalismo", completou o jornalista do SporTV.

Na mesma partida entre Flamengo e Vitória, além da expulsão de Everton Ribeiro e pênalti injustos, houve impedimento no segundo gol do Rubro-Negro. Foi uma partida em que a arbitragem teve papel fundamental para o resultado do duelo válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. 

A Comissão de Arbitragem da CBF afastou o trio de arbitragem envolvido nas polêmicas. Com a punição, o árbitro Wagner Reway e os auxiliares Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando vão trabalhar em jogos da Série B para passar por um processo de reciclagem.