B211369f 4075 4402 872b 30bea00dbe85

Foi a gota d'água! A torcida do Botafogo-PB não perdoou os dirigentes do clube após a reportagem do programa Fantástico apresentar as evidências que comprovam as participações de Zezinho Botafogo e Breno Morais num esquema de manipulação de resultados e compra de árbitros no Campeonato Paraibano. Através das redes sociais, os torcedores protestaram e exigiram as renúncias do presidente e do vice de futebol do Belo.

Na noite do último domingo, antes mesmo da reportagem de o Fantástico ir ao ar, a torcida botafoguense já hostilizava os dirigentes do clube. Das arquibancadas do Estádio Almeidão, enquanto o Belo enfrentava o Remo pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, o principal alvo foi o presidente alvinegro, Zezinho Botafogo.

Em uma das redes sociais oficiais do Botafogo-PB, os torcedores bombardearam de comentários uma postagem. Em um misto de indignação com frustração, os botafoguenses cobraram explicações da diretoria. Porém, até o momento, o clube ainda não emitiu nenhum comunicado sobre a divulgação das evidências que comprovam que o clube foi o principal beneficiado no esquema de corrupção constatado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público.

Na reportagem, são apresentados alguns jogos onde houve uma forte interferência nos bastidores. De acordo com as investigações feitas pela Polícia Civil e pelo Ministério Público, o Botafogo-PB foi o maior beneficiado – ou, pelo menos, aquele que mais agiu para tirar proveito. Foram mais de 100 mil conversas de 115 telefones monitorados pela Operação Cartola.

Já na segunda-feira, um grupo bastante conhecido entre os torcedores botafoguenses e uma das torcidas organizadas do Belo se manifestaram no sentido de repudiar as participações de Zezinho e Breno no esquema de corrupção. E pedem ainda que os culpados sejam punidos e banidos do futebol.