Acec400e 7543 465c 8cee 748439ee51f2

Em um duelo bastante polêmico na cidade de São Petesburgo, o Brasil conseguiu furar a defesa da Costa Rica apenas nos acréscimos do segundo tempo e venceu por 2 a 0, com gols de Philippe Coutinho e Neymar aos 46 e 51 minutos, respectivamente, garantindo o primeiro triunfo na Copa do Mundo de 2018.

O jogo ficou marcado pelo pênalti anulado a favor do Brasil . O juiz marcou falta em cima de Neymar na área, mas depois consultou o VAR e voltou atrás.

Com a vitória, o Brasil soma quatro pontos dentro do Grupo E do Mundial, eliminando a Costa Rica, que ficou sem pontuar. Sérvia, com três pontos, e Suíça, com um, ainse se enfrentam nesta sexta-feira dentro da chave, às 15h.

A seleção brasileira volta a campo no dia 27 de junho, quarta-feira que vem, às 15h. 

Como era de se esperar, o primeiro tempo foi amplamente dominado pela seleção brasileira, que teve 64% de poss de bola e ocupou o campo de ataque na maior parte do tempo. Os costarriquenhos saíram pouco em contra-ataques, mas assustaram. 

A melhor chance da etapa inicial foi do adversário. Aos 12 minutos, Gamboa chegou bem pela direita e cruzou na área para Celso Borges, que pegou de primeira e quase marcou, com a bola passando muitp perto da trave de Alisson.

O Brasil tentava atacar principalmente pelas laterais de campo. Na direita, Willian não conseguiu dar sequência às jogadas, enquanto Neymar e Marcelo eram os responsáveis pelas jogadas pelo lado esquerdo.

Aos 25 minutos, Gabriel Jesus chegou a balançar as redes da Costa Rica, mas a arbitragem anotou impedimento do camisa 9 e anulou o gol. No minuto seguinte, Philippe Coutinho deu belo lançamento na área para Neymar, que não dominou bem e permitiu a chegada do goleiro Navas.

O técnico Tite mexeu no time e voltou do intervalo com Douglas Costa no lugar de Willian. E logo aos dois minutos, em jogada que começou com Douglas Costa, Neymar chegou perto do gol, mas parou em Navas.

Bastante agressivo, o Brasil seguiu pressionando no começo do segundo tempo e acertou o travessão em cabeçada de Gabriel Jesus. No rebote, a bola foi rolada de Paulinho para Philippe Coutinho na marca do pênalti, mas o meio-campista foi travado pela marcação na hora H e a finalização saiu raspando a trave.

Aos 11 minutos, Navas fez excelente defesa em chute de Neymar à queima roupa. Na sequência, mais uma grande jogada da seleção brasileira, de novo com Douglas Costa pela direita, e a finalização de Coutinho parou no goleiro adversário.

Na metade do segundo tempo, Tite mandou a seleção para o ataque colocando o atacante Roberto Firmino no lugar do volante Paulinho. Aos 26, Neymar aproveitou bobeira da defesa costarriquenha, roubou a bola, ficou de frente com Navas na meia-lua da área, mas mandou ao lado, bem perto da trave.

Aos 32 minutos, o lance mais polêmico da partida. Neymar recebeu na área e foi impedido de seguir na jogada pelo zagueiro Gonzalez, que usou o braço. O juiz Bjorn Kuipers anotou a penalidade, mas, depois de consultar o VAR, anulou a infração e deu tiro livre indireto à favor da Costa Rica.

No apagar das luzes, aos 46 minutos, Firmino tocou de cabeça, Jesus ajeitou para Coutinho, que chegou finalizando de bico por entre as pernas de Navas, abrindo o placar. Mais tarde, aos 51 minutos, Douglas Costa arrancou pela direita e deixou Neymar livre para balnaçar as redes e definir o triunfo.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 x 0 COSTA RICA

Local : Estádio de São Petersburgo, em São Petersburgo 
Data : 22 de junho de 2018, sexta-feira 
Horário : 09h00 (de Brasília) 
Árbitro : Bjorn Kuipers (HOL) 
Assistentes : Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos da HOL) 
Cartões amarelos : Neymar, Philippe Coutinho (BRA)

GOLS :  
BRA: Coutinho, aos 46'; Neymar, aos 51' do 2º tempo

BRASIL : Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda, Marcelo; Casemiro, Paulinho (Roberto Firmino) e Philippe Coutinho; Neymar, Willian (Douglas Costa) e Gabriel Jesus. Técnico : Tite

COSTA RICA : Navas, Gamboa (Calvo), Óscar Duarte, Giancarlo González, Acosta, Oviedo; Celso Borges, Guzmán (Tejeda), Bryan Ruiz, Venegas; Ureña (Bolaños). Técnico : Óscar Ramírez