Foto: Divulgação C4dcedc8 47aa 4a5d 999b f45c8283b902

Desafios complexos, muitos obstáculos, testar os limites, sejam eles emocionais ou físicos, assim é a Spartan Race, um prova de corrida de obstáculos que o educador físico e atleta alagoano, Rafael Casado está em preparação para realizar, único alagoano inscrito para participar da prova que acontece nos dias 25 e 26 de agosto, no Havaí, Estados Unidos.

Criada por um ex-combatente do Exército Americano, a prova é baseada no modelo de treinamento militar, onde o participante é colocado o tempo todo a superar os obstáculos e os limites e caso não consiga é preciso pagar um prenda que são 30 burpees, um exercício que consiste em pulos e flexões. “Sou apaixonado por este tipo de prova, quero me testar, trazer novidades para o circuito de corrida alagoano, que não tem nenhuma prova baseada neste modelo.”, disse Rafael Casado.

O atleta irá participara de três modalidades da Spartan Race, a Sprint que tem de 5 a 7 quilômetros e cerca de 20 obstáculos, a Super que são 15 quilômetros e tem de 25 a 30 obstáculos e a Beast, a mais longa prova com 21 quilômetros e 40 obstáculos.

“A competição tem um método chamado trifeta, que consiste em toda vez que o participante completa uma prova, ganha uma medalha e um terço de outra medalha, quando você completa uma das três provas que irei participar ganha um pedaço da medalha para formar uma maior. Vou fazer a prova para ganhar a minha primeira trifeta. Estou me dedicando aos treinos. Serão dois dias desgastantes, que envolve força, corrida, potência, resistência, psicológica.”, falou Casado.

Foto: Divulgação

 

Rafael explica que além dos obstáculos das provas, encontra outros, como por exemplo a questão da língua. “Esta será a minha primeira experiência em um viagem internacional, estou aprendendo inglês para falar em tempo hábil e para isso tenho uma parceria com Top English, os custos da viagem é outra questão, precisamos de patrocínio para podermos participar do evento e trazer bons resultados para o esporte alagoano.”, revelou o atleta.

A preparação do atleta ocorre em várias frentes, e para isso ele conta com a parceria do Exército Brasileiro, onde faz o treinamento de obstáculos, nutricionista, e fisioterapeuta, para evitar qualquer tipo de lesão e ter uma alimentação adequada para a competição que é de alto rendimento. “Quero fazer o meu melhor e incentivar outras pessoas a se superarem, cuidar da sua saúde.”, concluiu Rafael Casado.