Cb3d4397 c6ce 4604 a593 af1c404fdef0

A transferência de Cristiano Ronaldo para a Juventus deu a impressão ao mundo do futebol de que o caminho estava aberto para uma contratação de Neymar pelo Real Madrid. Mas o adeus do astro português, segundo o "Mundo Deportivo" causou um efeito contrário no craque brasileiro, que agora "vê com piores olhos" a ida ao clube merengue.

O jornal, que cita fontes no Brasil, destaca que Neymar queria, sim, trocar Paris por Madrid, só que com Cristiano como companheiro de time, em um projeto já consolidado. O brasileiro entraria nessa estrutura sólida e projetava tomar o protagonismo apenas um ano ou dois anos depois. Algo parecido com o que pretendia no Barcelona, mas em menos tempo.

A saída do eleito melhor jogador do mundo e do treinador Zinedine Zidane obrigariam Neymar a começar um projeto do zero, com o novo técnico, Julen Lopetegui, sem o apoio do astro português e com muitas incógnitas, explica o "Mundo Deportivo".

"Risco demais. Por isso, agora mesmo Neymar Júnior está mais próximo de ficar no Paris Saint-Germain", frisa o diário catalão.

O Real Madrid planeja a chegada de Neymar há um ano e projetava recebê-lo em junho de 2019, diz o jornal, que cita o envio de "vários emissários" a Londres, em junho, para "falar cara a cara" com o craque brasileiro. O atacante teria se sentido atraído pela proposta, mas também teria tido boa conversa com o novo treinador do PSG, Thomas Tuchel, que teria explicado ao jogador sua filosofia de futebol ofensivo.

Fora Tuchel, pesa também a decisão do emir do Qatar, Tamim bin Hamad Al-Thani, de eleger Neymar como imagem da Copa de 2022. Ele não cogitaria um plano B, diz o jornal. Nasser Al-Khelaïfi, presidente do PSG, teria trazido o goleiro Gianluigi Buffon, o fisioterapeuta Bruno Mazziotti e sondaria o grande amigo Philippe Coutinho para agradar Neymar.