67acb8a9 1fe1 44f7 a36c 3534d0483aa8

Após conseguir o bloqueio de R$ 200 milhões do Palmeiras por conta da situação envolvendo Gustavo Scarpa, o Fluminense obteve nesta terça-feira uma outra vitória judicial. Nesta segunda-feira, a juíza Fernanda Galliza do Amaral, da 4ª Vara Cível, aceitou o pedido do clube carioca em receber R$ 1 milhão de forma antecipada, antes da conclusão da ação na Justiça, em relação ao caso envolvendo Diego Souza, o Sport e o São Paulo.

O Tricolor Carioca cobra R$ 5 milhões. O Fluminense havia feito o pedido de antecipação deste valor no processo inicial. Ao decidir de forma favorável em relação ao clube carioca, a magistrada entendeu que o recebimento desta quantia é "incontroverso", ou seja, independe do resultado do processo.

O Fluminense cobra R$ 5 milhões a que teria direito por 50% da transferência de Diego Souza do Sport para o São Paulo. Ao ceder o atleta para o clube pernambucano em 2016, o time das Laranjeiras manteve 50% dos direitos econômicos, visando uma futura transferência.

O Sport, no entanto, baseado em uma troca de e-mails feita por Marcelo Teixeira, dirigente da base do Fluminense, com Eduardo Uram, empresário do jogador, no fim de 2017, afirma que os cariocas só têm direito a R$ 1 milhão. O Tricolor argumenta que tal conversa não pode se sobrepôr ao contrato firmado entre o clube carioca e o clube pernambucano.