Be6e5e27 1c7c 4b1c 8a31 2fdcd3282f96

O volante Gabriel mostrou desolação com a derrota do Corinthians por 1 a 0 para o Colo-Colo, na noite desta quarta-feira, no estádio Monumental. Mais do que isso: o jogador não mediu as palavras para lamentar o cartão vermelho recebido logo no começo do segundo tempo, apenas o segundo dele na carreira.

“A pessoa mais triste do mundo com isso sou eu. Passei uma vez na carreira por isso, hoje a segunda vez. Não tenho nem palavras cara, só tenho a agradecer o grupo por ter suportado toda a pressão e segurar um resultado que dá para virar ainda lá na nossa casa”, disse o camisa 5.

O jogador havia recebido o vermelho em outra ocasião no ano passado, contra o Bahia, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. Ainda houve uma primeira oportunidade no conhecido Derby do Paulista de 2017, mas a expulsão decorrente de um erro do juiz, que o confundiu com Maycon, acabou revogada no tribunal.

“Fui com uma vontade um pouco excessiva no segundo lance, do amarelo. No primeiro fui pegar a bola do cara que estava retardando o jogo, mas isso aconteceu várias vezes no time deles e ele não deu amarelo”, contestou o volante, que não poderá atuar no duelo da volta. Com os dois de hoje, ele soma 13 amarelos na temporada.

Os dois times voltam a se enfrentar apenas no final deste mês, em duelo marcado para o dia 29 de agosto, na Arena Corinthians. Com o resultado desta noite, o Alvinegro precisa ganhar por dois gols de diferença para não depender dos pênaltis na busca pela vaga. Empate ou vitória mínima com gol do Colo-Colo (2 a 1, 3 a 2…) dão a classificação aos raçudos chilenos.

Enquanto o segundo embate não acontecesse, os comandados de Osmar Loss seguem sua caminhada no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. O próximo rival, por sinal, é o mesmo nos dois torneios. O time enfrenta a Chapecoense, no domingo, pelos pontos corridos, e, na quarta-feira, pelo mata-mata, ambas as vezes na Arena Condá.