540ce51c 4781 4255 8d38 115f5ec0aa3a

O presidente da Federação Espanhola de Futebol Ángel Maria Villar e seu filho Gorka Villar foram detidos na manhã desta terça-feira em Madrid em uma operação anticorrupção realizada pela Guarda Civil da Espanha. As informações são do diário "El País", revelando também que toda a cúpula diretiva estaria sob investigação, como o vice-presidente economico de la RFEF, Juan Padrón, igualmente .

A investigação, que tem a supervisão do juiz da Audiência Nacional Santiago Pedraz, visa a desvendar supostas irregularidades financeiras cometidas por Ángel Villar à frente da Federação (inclusive com suspeita de rerebimento de comissões ilegais referentes a amistosos da seleção da Espanha), assim como também possíveis manobras para permanecer no cargo de executivo máximo do futebol do país.

Ex-jogador do Athletic de Bilbao de 1971 a 1981, Ángel Villar começou cedo na política desportiva. Ainda como atleta, foi um dos fundadores da Associação de Futebolistas Espanhóis (AFE), assumindo logo a vice-presidência. Sete anos depois de pendurar as chuteiras foi eleito presidente da Federação, exercendo atualmente seu oitavo mandato.