0d36e9ab 1c45 4b74 af6f 896aa7b2ac16

No dia do aniversário de 115 anos, a torcida tricolor recebeu um presente de grego. O atacante Wellington, que retornou ao Fluminense justamente no dia 21 de julho do ano passado, foi ao CT, não treinou e se despediu dos companheiros. Ele foi recomprado pelo Arsenal (ING) e será negociado com o Bordeaux (FRA). 

A diretoria não tinha a intenção de se desfazer do jogador, titular e importante no esquema de Abel Braga. No entanto, uma cláusula no contrato deixou o clube de mãos atadas: em 2016, o Arsenal liberou Wellington de graça ao Flu, mas fixou um preço para recomprá-lo a qualquer momento. O Tricolor vai receber cerca de 13 milhões de reais pelo negócio.

A transferência já estava definida desde o dia 12 deste mês, mas por questões burocráticas o atacante permaneceu. Nesta quarta, o dirigente Fernando Veiga disse que 'faltavam apenas documentos', que chegaram nesta sexta. Além de Wellington, o Fluminense liberou Maranhão e Lucas Fernandes (empréstimo) e ainda pode vender o jovem Richarlison nos próximos dias.