Dce8bac2 0548 434e 9b14 798ea73e50c0 Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

O futebol brasileiro lamenta a morte de um grande personagem. Waldir Peres, goleiro que fez história com a camisa do São Paulo e também defendeu a Seleção Brasileira, morreu neste domingo aos 66 anos. Ele sofreu um infarto no interior paulista, foi levado ao Hospital 22 de Outubro de Mogi Mirim, mas não resistiu.

Em clubes, Waldir Peres foi revelado na Ponte Preta, porém fez história no São Paulo. É o segundo jogador com mais partidas no clube, com 617 participações, atrás apenas de Rogério Ceni – defendeu o Tricolor entre 1973 e 1984.

O são-paulino jamais esquecerá a catimba feita pelo ex-goleiro na final do Campeonato Brasileiro de 1977, quando o time venceu nos pênaltis o Atlético-MG, favorito daquela decisão. No Tricolor, ele também ganhou os títulos paulistas de 1975, 1980 e 1981. Em clubes, também passou por Guarani, Corinthians, Portuguesa, Santa Cruz e Ponte Preta.

Na Seleção Brasileira, participou de três edições de Copa do Mundo. Foi como reserva em 1974 e 1978. Em 1982, acabou escalado como titular e fez parte da equipe que encantou o mundo, mas amargou a eliminação para a Itália.

Após encerrar a carreira nos gramados, teve algumas passagens como técnico, sem grande destaque. Waldir Peres deixa três filhos. As informações sobre o sepultamento ainda não foram divulgadas.