666f174c 1dcf 4cdc 9f8f 96ac0ee88939 Cris Cyborg agora enfrenta Tonya Evinger no UFC 214 (Foto: Infoesporte)

O Ultimate ganhou nova dor de cabeça para a disputa do cinturão vago do peso-pena feminino. Após longa novela para anunciar que Cris Cyborgenfrentaria Megan Anderson no dia 29 de julho, no UFC 214, que culminou com a retirada do título da então campeã Germaine de Randamie, a organização anunciou nesta terça-feira que a brasileira agora tem nova adversária: a americana Tonya Evinger.

De acordo com a nota oficial divulgada pelo Ultimate, Megan saiu do combate por conta de "problemas com o visto". A australiana desabafou em uma publicação nas redes sociais:

"Eu venho querendo essa luta há muito tempo e finalmente recebi a oportunidade para mostrar as minhas habilidades em um palco maior, mas infelizmente, por conta de algumas razões pessoais específicas que estão fora do meu controle, isso não vai acontecer agora. Problemas não são novidade para mim, mas esse é o maior problema que já enfrentei na vida. Como eu sempre faço, vou voltar mais forte e melhor que antes e vou voltar direto para a Cris, o título e para me tornar o rosto da divisão peso-pena do UFC. Estou determinada a fazer história e quero chocar o mundo. Vou atrás de quem quer que esteja com o cinturão" - escreveu.

Em entrevista ao site do UFC, a nova adversária de Cyborg comemorou a oportunidade. Aos 36 anos, Evinger era a detentora do cinturão peso-galo do Invicta FC e subiu para o peso-pena justamente para substituir Megan Anderson, que deixou o posto vago para enfrentar Cris. Tonya tem uma carreira de 19 vitórias, cinco derrotas e uma luta sem resultado:

- Isso é algo que eu pensei em fazer (subir para a divisão dos penas) para ter mais competição. Eu já disse que desceria para o peso-mosca, mas a oportunidade era para subir para os penas, então eu estou pronta para derrotar algumas pesos-penas - declarou Tonya ao site do UFC.

Sem perder há seis anos, Evinger tinha luta marcada no 15 de julho contra Helena Kolesnyk, na luta principal do Invicta FC 24. Em nota oficial, a organização anunciou que Evinger foi liberada de seu contrato e que Kolesnyk deve ganhar nova oponente para o card, mas não fará mais a luta principal, que agora será entre Milana Dudieva e Mara Borella.

- Acho que o meu estilo casa melhor com o dela (Cyborg) do que as outras oponentes. Meu estilo é realmente imprevisível. Sou dura e você nunca me verá em uma luta na qual minha adversária realmente vai acabar comigo. Acho que sou um casamento perfeito. Eu levo as pessoas para onde elas não querem ir e eu faço da luta uma luta dura para elas. Eu não luto a luta das outras pessoas. É um estado mental. Sou uma wrestler e sei que é um estado mental. Nós somos duras e estou entrando lá para lutar - completou a nova adversária de Cris.