0dc1877c 91a1 48a1 8ed0 bed0912562b4

Em busca de um reforço para o ataque, o Palmeiras deseja contar com Diego Souza, do Sport. Minutos antes do confronto com o Cruzeiro, realizado na noite desta quarta-feira, o diretor de futebol Alexandre Mattos evitou falar sobre o jogador do time pernambucano, mas admitiu que o clube “até precisa” de uma contratação para o setor.

O técnico Cuca considera fundamental a chegada de um jogador capaz de atuar tanto no comando do ataque quanto pelos lados do campo, algo que Gabriel Jesus fez com sucesso em 2016. Após uma tentativa infrutífera de trazer Richarlison, do Fluminense, o Palmeiras está de olho em Diego Souza.

“Mais do que o individual, o Palmeiras está preocupado em ajustar o elenco. Nessa posição, vamos buscar se tiver alguém que possa dar uma característica diferente da que temos hoje. Não dá para falar em interesse. Dá para falar que estamos focados no jogo de hoje”, disse Mattos, pouco antes do duelo com o Cruzeiro, no Palestra Itália, pela Copa do Brasil.

Questionado sobre o atleta do Sport, o técnico Cuca também evitou entrar em detalhes após o empate com os mineiros. “Houve interesse do Palmeiras, mas não sei como as coisas andaram. Tem que respeitar o outro clube e o interesse do jogador, que é um ídolo lá. Se der certo, ele vem. Se não, que ele seja feliz em seu clube”, afirmou.

Desde o retorno de Cuca, o Palmeiras negociou os experientes Alecsandro (Coritiba) e Rafael Marques (Cruzeiro). No elenco atual, Willian e Miguel Borja são os únicos que costumam jogar no comando de ataque, já que Dudu, Erik, Keno e Roger Guedes rendem mais pelas beiradas.

“Saíram Leandro Pereira, Barrios, Rafael Marques e Alecsandro. O Palmeiras trouxe Willian e Borja”, raciocinou Alexandre Mattos, para em seguida reconhecer a necessidade no setor. “Em questão de números, o Palmeiras até precisa de uma coisinha ali”, afirmou.

Na condição de ganhador do Campeonato Brasileiro 2016, o clube iniciou a temporada com o sonho de conquistar a Copa Libertadores e contratou um total de 13 reforços. Independentemente do desfecho da busca por um novo atacante, Mattos considera o elenco qualificado.

“Estamos analisando várias situações. Se houver alguma boa, vamos fazer. Mas a torcida precisa entender que temos um ótimo grupo e estamos satisfeitos. Se puder, vamos melhorar um pouco. Mas confiamos que o Cuca vai ajustar o time e o Palmeiras será muito forte”, declarou.