6b9e6bae 0f7d 41f3 b6cf 5e2bf40e624e Cássio está cotado para a Seleção Brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr/Corinthians)

Cássio vive atualmente uma grande fase e é um dos responsáveis pela invencibilidade de 31 partidas do Corinthians após a vitória sobre o Patriotas por 2 a 0, quarta-feira, pela Copa Sul-Americana.

Além de o Timão liderar o Campeonato Brasileiro, o goleiro é cogitado para ser convocado pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira. O goleiro revelou que o excelente momento profissional tem a ver com algumas mudanças de hábito suas.

“Parei com as bebidas alcoólicas. Hoje tenho uma vida bem regrada e frequento uma igreja em Alphaville. Sou muito feliz”, disse em entrevista exclusiva a José Luiz Datena, ao programa 90 Minutos, da Rádio Bandeirantes.

“Minha noiva foi fundamental para essa mudança. Não tenho dúvidas de que ganhei mais três anos para jogar em alto nível. Quem ganhou com a mudança foi a minha família e eu. Além do mais, minha noiva está grávida”, ressaltou.

Classificação na Sul-Americana

Tivemos um jogo difícil pela Sul-Americana. Em se tratando de mata-mata conseguimos a classificação, demos um passo importante. Conseguimos o nosso objetivo que é passar de fase. Vamos continuar com a mesma pegada para ir bem no Brasileiro.

Pensou em deixar o Corinthians?

Ano passado não tive um ano bom. Fui irregular em alguns momentos e acabei perdendo a posição para o Walter, que estava bem nos treinos, entrou bem e perdi a posição. Na verdade, acredito que acabei perdendo para mim mesmo, pois estava acomodado na parte física. O Tite me explicou porque tinha me tirado, pois não havia me cuidado. Mas tive uns problemas fora de campo que me atrapalharam muito, mas as pessoas não querem saber do problema e sim de resultado. Perdi a minha avó, que era referência, me criou e isso dificultou meu trabalho. Depois da saída do Tite, o Cristovão me colocou de titular. Apareceu a proposta do Grêmio, que me deixou bastante balançado pela situação. E também tenho um filho, o Felipe, que mora no Sul, Como não estava bem, cheguei a cogitar a sair, mas não aconteceu.

Relação com Walter

A gente tem uma relação muito boa e nos damos super bem. Lógico que cada uma quer buscar seu espaço. Eu sempre o respeitei quando sai do time. Ele é uma grande pessoa, conheci seus familiares. A gente está sempre se ajudando. Não é só porque eu sou o titular que existe uma barreira, Pelo contrário, a gente conversa. Em muitos jogos ele passa características da equipe e jogador. Além do Walter, o Corinthians está servido de grandes goleiro como o Matheus Vidotto e o Caique, que são da base e já mostraram que têm potencial. O Corinthians está muito bem servido na formação de goleiros

Propostas do exterior

Se chegou não sei, tem que ver com meu empresário, mas não chegou nada. Futebol é complicado, pois hoje você presta e amanhã não. Tenho uma história legal e uma, identificação com o clube, pois estou em minha sexta temporada. Se tudo ocorrer normalmente a tendência é ficar no Corinthians o máximo de tempo possível. Acho difícil, em se falando em clubes achar algo melhor do que eu tenho: torcida, estádio,  estrutura para trabalhar. Conheço todo mundo. Dificilmente jogaria em algum time de São Paulo. Seria complicado. Não me vejo jogando em nenhum clube brasileiro. Tenho contrato por mais dois anos.

Humildade

A humildade sempre foi a marca do time. Encaramos todos os adversários da mesma forma, mesmo com algumas equipes teoricamente mais fracas. Estamos mostrando comprometimento. O ambiente é bom e a seriedade é a mesma de um estar sempre ajudando o outro. Estamos pensando no coletivo, pensando jogo a jogo. Eu mesmo não sabia que estamos há 31 jogos sem perder. Vai continuar assim. Estamos encarando tudo com naturalidade. Não nos iludimos com números. Almejamos vencer e sempre fazer o melhor para o Corinthians, que não é imbatível. Resgatamos a coisa que é do Corinthians que, mesmo faltando qualidade, compensamos com vontade, raça e dedicação. Estamos voltando a mostrar essa característica

Seleção de Tite

O Brasil vem muito bem depois que o Tite assumiu. Foi nítido o crescimento do Brasil, o respeito que as outras seleções têm. O Brasil conseguiu resgatar o futebol. A Seleção Brasileira vem tendo tranquilidade, ganhando com méritos. Mas no futebol, quanto mais a equipe vem crescendo,  a pressão aumenta. Tem que continuar mantendo o nível, Te tem tudo para chegar bem na Copa do Mundo e é um dos favoritos. Tem que continuar nessa pegada, de humildade. A Seleção tem grandes jogadores, que são protagonistas. O Brasil, com mérito, conseguiu classificação antecipada

Convocação

“Vejo isso com tranquilidade. Tenho os pés no chão. Tem que esperar sair a convocação. Se vier vou ficar muito feliz, se não vou continuar trabalhando no Corinthians, pois tenho que manter a regularidade e a boa fase no clube é que vai me levar até lá. Não vou negar que o meu objetivo é disputar uma Copa do Mundo. Tenho 30 anos e estou crescendo

Taffarel

Foi bom, mas não conversei muito com o Taffare. Para mim é legal o fato de ele ser o treinador de goleiros, pois ele é ídolo do futebol brasileiro e mundial. Eu vibrei muito  com as suas defesas. Foi bem legal recebe-lo, pelo que representa

Maior frango

Pelo Corinthians foi contra o São Paulo na final da Recopa. Ganhamos de 2 a 1, mas era uma bola fácil, mas fui com confiança e eu cai com a bola e tudo dentro do gol

Melhor defesa

Do Diego Souza (contra o Vasco), porque foi quando estava começando a me firmar. Foi bem importante, pois estava começando a fazer a minha história no Corinthians