Bcc996f6 0aab 44ff b5e3 7da6ceb66ce1 Amadeu Rodrigues diz que vai ligar para o seu colega de Alagoas para questionar a medida (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

O presidente da Federação Alagoana de Futebol, Felipe Feijó, tornou público uma resolução que proíbe a entrada das torcidas organizadas do Botafogo-PB ao Estádio Rei Pelé, em Maceió, para a partida contra o CSA, que vai ser realizada na tarde de domingo pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. A medida, no entanto, não tem amparo em nenhuma decisão judicial, o que casou estranheza e discordância na Paraíba. Além do quê, tem muito torcedor botafoguense, inclusive integrantes de organizada, que já vem se mobilizando para ir ao jogo.

O documento tem assinatura de 26 de julho. Mas o documento só circulou pela Paraíba nesta quinta-feira. Nele, o dirigente alagoano justifica a decisão ao lembrar os confrontos realizados nas imeadiações no Estádio Almeidão, em João Pessoa, no jogo disputado entre as duas equipes em 28 de maio, pela terceira rodada da competição. Na oportunidade, vários torcedores dos dois clubes chegaram a ser detidos pela polícia.

Feijó disse ainda que estão proibidos o acesso dos torcedores de organizadas do Belo utilizando qualquer indumentária (faixas, bandeiras, camisas, bonés, símbolos, calções, agasalhos e toucas) que identifiquem as torcidas.

Ainda de acordo com a decisão, o veto às organizadas botafoguenses é “medida indispensável de se evitar novos confrontos” entre as torcidas organizadas dos dois clubes.

Reação na Paraíba

O presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, disse que vai se reunir na tarde desta quinta-feira com seu departamento jurídico para debater o caso. E destacou ainda que deve ligar para Feijó para se informar melhor sobre a situação.

Ele admitiu que foi pego de surpresa e questionou a validade da resolução publicada de forma unilateral:

É a mesma opinião de Zezinho Botafogo, presidente do clube pessoense, que apela para o Estatuto do Torcedor.

O dirigente botafoguense disse ainda que não foi comunicado de nada. E finalizou:

- Aqui eles vieram normalmente. Por que agora os botafoguenses não poderiam ir?