Foto: MinutoEsportes F1b042e4 cce4 4679 8b3c 873aec7f58e3

Enquanto o time disputa a Série C e briga pelo acesso ao Campeonato Brasileiro da Série B, a direção do CSA trabalha para mudar os rumos do clube na sua administração. Uma reunião do Conselho Deliberativo definiu mudanças para as próximas eleições da direção executiva.

A eleição para presidente do clube deveria ser realizada no mês de julho, uma vez que a atual direção executiva, encabeçada pelo empresário Rafael Tenório assumiu em 2015 para o biênio 2015-2017.

No entanto, para que não fosse alterado o atual grupo de trabalho, os conselheiros adiaram este pleito para dezembro e com mudanças. A partir de agora, o presidente eleito do clube terá um mandato de quatro anos, com direito a uma reeleição.

Ou seja, caso o presidente Rafael Tenório ou outro nome vença a eleição, ficará no cargo até 2021 e poderá ser candidato a reeleição em 2025. A reunião do conselho foi comandada pelo presidente Raimundo Tavares, que garantiu que a medida se refere a adesão ao Profut (Programa de modernização da gestão e de responsabilidade fiscal do futebol brasileiro).

Nas quatro linhas o CSA volta a jogar no domingo, quando enfrenta o Salgueiro no interior pernambucano, num confronto de líder contra lanterna do Campeonato Brasileiro da Série C.