Foto: Paulo Chancey Junior 253f8346 cb76 4b05 9442 268a3656780d

Foram três dias que passaram rápido. Os Jogos Paralímpicos de Alagoas acabaram na noite desta sexta-feira (26) com disputas acirradas, muita torcida e a certeza de que a competição vai deixar saudades. Ao mesmo tempo, a expectativa é que em 2018 o evento seja ainda maior.

Diferente da quarta e quinta-feira, o último de dia competições só começou no período da tarde. Foram disputadas as modalidades GoalBall, paravôlei e futebol para amputados, todas elas na Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal), no bairro do Trapiche.

Paratletas em quadra, familiares e torcedores na torcida, equipe de nutrição e fisioterapia prontos para atender e estudantes de educação física acompanhando e aprendendo com os exemplos em atividade.

Faixa-preta e professor de jiu-jitsu, Antônio Rodrigues Malta é estudante de educação física e se mostrou lisonjeado de participar do evento. “A gente acha que já viu tudo no esporte, aí vem essa turma e mostra que a gente não sabe de nada. Esses paratletas são verdadeiros exemplos. Tenho certeza de que sairei mais experiente, utilizando esse conhecimento na faculdade e também nas aulas de jiu-jitsu”, afirmou.

Foto: Paulo Chancey Junior

A competição foi finalizada no final da noite desta sexta-feira, após três dias, com provas de atletismo, bocha, natação, handebol e basquete para cadeirantes.

Paratleta do GoalBall, José Cícero lembrou que não vai esquecer o dia em que competiu e que aguarda pela próxima edição dos jogos. “Eu nunca tinha participado. Ouvia falar, mas não sabia como poderia participar. Agora que tive essa experiência, quero voltar a participar dos jogos. É muito mais que uma partida”, afirmou.

Foto: Paulo Chancey Junior

A secretária Claudia Petuba, afirmou que a semente foi plantada em 2016, regada em 2017 e os frutos estão sendo colhidos para 2018. “A cada ano, a cada edição a gente aprende com esses atletas, que podemos fazer muito mais. São verdadeiros exemplos e os Jogos Paralímpicos servem como prova de reconhecimento a todo esforço. Que venha 2018”, concluiu.