Mototaxistas se defendem e afirmam que categoria não recebe reajuste desde 1998

  • Redação
  • 29/04/2011 09:19
  • Cidade
Minuto Arapiraca
Marcondes Prudente

“Desde 1998 que não tínhamos reajuste”. A afirmação partiu do presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Alagoas, através do presidente Marcondes Prudente, em resposta ao superintendente municipal de transporte e transito de Arapiraca, Severino Lúcio, que classificou como “abuso” o reajuste no valor das corridas de moto-taxi no município.

Em entrevista a reportagem do Minuto Arapiraca, Marcondes Prudente, acompanhado do também dirigente do sindicato, Marcelo Coiote, explicou que a decisão do reajuste no valor das corridas foi feita através de Assembleia Geral com todos os mototaxistas.

“Desde 1998, quando a categoria foi criada, que não recebemos reajuste. A decisão foi em conjunto através da Assembleia. Em 2007, chegamos a pedir uma tabela de valores na SMTT, mas não fomos atendidos. O que se faz necessário é a fiscalização contra os mototaxistas piratas. O órgão tem que fiscalizar”, comentou Macondes Prudente.

O presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Alagoas contou ainda que um oficio será enviado a SMTT para que em conjunto possam regulamentar a tabela dos preços das corridas. No documento, está estabelecida a proposta feita pela categoria:

Centro a bairros próximos - R$3
Centro a Boa Vista - R$4
Centro ao Bom Sucesso – R$5

“O Sindicato está fazendo a parte dele. Estamos fiscalizando os nossos mototaxistas. Aquele que descumprir as normas será penalizado, podendo até perder a concessão. Na segunda, vamos procurar a SMTT para entregar o oficio. Esperamos que o órgão entenda a nossa situação e aceite nossa reivindicação”, concluiu.