Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Após mais de 20 anos fazendo a alegria de torcedores uruguaios e brasileiros, o atacante Acosta surpreendeu a todos no sábado (16), quando postou um vídeo em seu perfil na rede social Facebook anunciando a aposentadoria no futebol. O jogador foi diagnosticado com um problema no coração e não poderá entrar mais em campo.

- Não sei por onde começar, mas apareceu um probleminha no meu coração e não posso mais jogar, tendo que me aposentar. Não posso mais fazer o que tanto gosto e amo, que é jogar bola. Mas quero agradecer a Deus por estar vivo, porque foi hereditário isso que eu tenho [problema de saúde], então não era nem para eu ser jogador de futebol. Já chorei muito. Me perguntei por que isso aconteceu, mas Deus sabe o por quê e me deu a benção de estar vivo e poder curtir a minha família, meus filhos e esposa nesta nova fase - disse o uruguaio.

Em conversa com o GloboEsporte.com, Acosta contou que já vinha sentindo algo estranho desde a semana passada, quando entrou em campo defendendo o Taboão da Serra, de São Paulo. Na segunda-feira (11), o atacante passou mal e foi para o hospital, onde descobriu que teve um infarto.

- Não sei por onde começar, mas apareceu um probleminha no meu coração e não posso mais jogar, tendo que me aposentar. Não posso mais fazer o que tanto gosto e amo, que é jogar bola. Mas quero agradecer a Deus por estar vivo, porque foi hereditário isso que eu tenho [problema de saúde], então não era nem para eu ser jogador de futebol. Já chorei muito. Me perguntei por que isso aconteceu, mas Deus sabe o por quê e me deu a benção de estar vivo e poder curtir a minha família, meus filhos e esposa nesta nova fase - disse o uruguaio.

Em conversa com o GloboEsporte.com, Acosta contou que já vinha sentindo algo estranho desde a semana passada, quando entrou em campo defendendo o Taboão da Serra, de São Paulo. Na segunda-feira (11), o atacante passou mal e foi para o hospital, onde descobriu que teve um infarto.