Daniel Alves não tem o costume de ouvir críticas calado. Nesta quinta-feira, por exemplo, usou seu perfil no Twitter para responder Diego Forlán e pediu para que parassem de fazer polêmica com o seu nome.

O atacante uruguaio, que defende atualmente o Mumbai City (da índia), disse em entrevista à rádio espanhola "COPE" que a atitude de Dani Alves de tirar a bola de Cavani e entregar para Neymar na vitória do Paris Saint-Germain sobre o Lyon, no último domingo, "não faz sentido".

O brasileiro, então, voltou a dar sua versão sobre o acontecido e negou que tenha feito isso.

- Não sei qual partida vocês viram, mas, para sua informação, não tirei a bola de nenhum companheiro. Pelo contrário, eles que tiraram de mim - respondeu em primeiro lugar.

Depois, em outra publicação, pediu para que Forlán e seus críticos calassem a boca.

- Também para seus dados, o último gol de falta do PSG fui eu que fiz. Sendo assim, calem a boca e parem de fazer polêmica com o meu nome - esbravejou.

De fato, o último gol de falta do Paris Saint-Germain foi marcado por Daniel Alves. No dia 29 de julho, na vitória por 2 a 1 sobre o Monaco pela Supercopa da França, ele marcou o primeiro gol da equipe. Aliás, foi o seu único gol pelo time francês até aqui.