Destaque absoluto do Grêmio e um dos principais jogadores do Brasil, o atacante Luan entrou na mira da Inter de Milão. O jogador é destaque na capa da edição desta segunda-feira do jornal "Tuttosport", um dos principais diários esportivos da Itália. E a publicação coloca a joia tricolor no alvo da Internazionale, que já conta com um medalhista de ouro olímpico no elenco: Gabigol.

O Liverpool, da Inglaterra, também já sinalizou como potencial destino para o atleta. Em entrevista recente ao GloboEsporte.com, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, negou qualquer proposta oficial pelo atleta. No entanto, deixou aberta a possibilidade de saída caso chegue alguma investida “irrecusável”.

– O negócio tem que ser realizado neste nível. Se tiver alguma proposta, que seja algo absolutamente impossível de recusar. Temos muitas coisas encaminhadas com relação ao Luan. E estamos em compasso de espera porque temos poucas coisas para acertar. E essas poucas coisas precisam ser acertadas. O representante dele fala conosco, os nossos falam com ele, vamos aprimorando tudo isso e tenho certeza que vamos chegar a um resultado bom final – comentou Bolzan.

A preocupação tricolor reside na extensão do contrato do atleta – até setembro de 2018. Como ele pode assinar em março com qualquer clube sem custos, a demora pela renovação pode atrapalhar justamente na possível venda, já que os valores oferecidos diminuem com a proximidade do fim do vínculo.

Até o momento, o aumento salarial e bônus já estão acertados. Há, porém, uma diferença substancial no que pensam clube e agente quanto à multa rescisória. O Grêmio quer aumentá-la para 25 milhões de euros. A posição do empresário Jair Peixoto, porém, é deixá-la próxima dos 20 milhões de euros, para estar em um valor mais razoável dentro do atual mercado.

Por coincidência, o Grêmio já utilizou Gabigol como parâmetro em uma eventual saída. Romildo disse que só pretende liberar Luan caso um clube europeu pague o mesmo que o Inter de Milão desembolsou por Gabigol ano passado. Após os Jogos Olímpicos, os italianos despenderam 27 milhões de euros (R$ 98 milhões à época) pelo atacante. Na Itália, entretanto, Gabigol não engrenou. Disputou apenas nove partidas e só balançou as redes em uma oportunidade

Embora melhor jogador do Grêmio, Luan já tem 24 anos, o que pesa contra um investimento alto dos clubes europeus. Como começou tarde nas categorias de base, acabou por brilhar também mais velho. E os compradores do Velho Continente consideram muito este fato no momento de colocar um valor alto nas suas contratações.