Tinga não renovará o seu contrato de gerente de futebol no Cruzeiro, que termina ao final deste ano. O bom trabalho desenvolvido na Raposa, campeã da Copa do Brasil, despertou o interesse de Palmeiras e Internacional. O alviverde anunciou a saída do técnico Cuca nesta sexta-feira e está de olho em Mano Menezes, com quem Tinga trabalha atualmente.

A contratação de Tinga por parte do Palmeiras facilitaria um acerto com Mano Menezes para 2018. O treinador não definiu o seu futuro e tem contrato com o Cruzeiro até dezembro.

Diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos é amigo de Tinga, com quem também trabalhou no Cruzeiro.

“Sempre irão vincular o meu nome com o do Alexandre, por termos vivido junto no Cruzeiro, quando era jogador.  Naquela época, eu já trabalhava mais fora de campo do que em campo”, afirmou Tinga em entrevista à Rádio Bandeirantes. “Mas isso não tem nada de concreto. É a mesma forma como disseram na semana passada que eu estava indo para o Internacional”.

Tinga afirmou que se concentrará no restante da temporada pelo Cruzeiro. Ao final do Brasileirão, ele definirá para onde irá em 2018. “As pessoas analisam só as vitórias, mas tem todo um trabalho que se desenvolve desde o início da temporada. Ainda temos objetivos com o Cruzeiro no Brasileirão, e vamos buscar até dezembro”.

Perguntado se gostaria de trabalhar no Palmeiras, Tinga se esquivou. “É muito complicado, porque quando a gente fala que gostaria, fica parecendo que está se oferecendo. E não é o caso. Tenho o maior respeito pelo Cruzeiro... onde eu for trabalhar, não significa que o Mano irá junto. Eu não sou empresário dele e o respeito extremamente. É um profissional muito qualificado”.