O meio-campista camaronês André-Frank Zambo Anguissa confidenciou, em entrevista ao "L'Équipe" que o treinador do Olympique de Marseille orientou seus jogadores a provocarem Neymar durante a partida, no domingo. Rudi García pediu que os atletas "cutucassem" a estrela do Paris Saint-Germain por saber que o atacante poderia perder a cabeça. O camisa 10, de fato, acabou expulso ao revidar uma falta com uma cabeçada no segundo tempo.

"Um talento enorme, mas que pode ficar louco", reproduziu Anguissa, sobre o que o treinador indicou aos jogadores antes do jogo. A ideia era "cutucar" Neymar sem faltas graves nem tentativas de contundi-lo: apenas retardar as jogadas e irritar o brasileiro.

A revelação de Anguissa revela a estratégia de Rudi García, que confiou no emocional de Neymar para driblar o seu talento e conferir vantagem ao Olympique. No momento da expulsão, o PSG perdia por 2 a 1, mas nos acréscimos conseguiu empatar com gol de falta de Edinson Cavani.

"Eu consegui irritá-lo. Ele começou a partida bem tranquilo, mas acabou bem nervoso", avaliou Anguissa. Expulso ao receber dois cartões amarelos, Neymar não joga no próximo desafio do PSG, contra o Nice, nesta sexta-feira.