Neymar celebrou no sábado a marca de 350 gols na carreira, ao cobrar falta perfeita na vitória do Paris Saint-Germain sobre o Lille por 3 a 0, pelo Campeonato Francês. O número é ainda mais emblemático quando se leva em consideração a idade do atacante, neste domingo a um dia de completar 26 anos. Nem Messi conseguiu chegar aos 350 gols tão cedo. Entretanto, a marca tem uma ligeira pedalada, daquelas que ele gosta de aplicar nos adversários. O brasileiro conta com os gols marcados por seleções de base e olímpica.

Sem considerá-los, o número do camisa 10 cai para 321. O critério de levar em conta apenas os gols marcados em jogos oficiais por clubes e seleções, e amistosos pela seleção, todos sempre já entre os profissionais, é utilizado na contagem do argentino. Messi, aos 26 anos, em 2013, tinha 348 gols na carreira.

Apesar de superados pelo ex-companheiro de ataque no Barcelona, Neymar e seus 321 gols ainda são de fazer cair o queixo. Para se ter uma ideia, o atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, somava "apenas" 213 gols na carreira aos 26 anos, em 2011.

O jeitinho de Neymar na contagem dos gols não é novidade. Pelo contrário, é bem brasileiro mesmo. Pelé, Romário e Túlio Maravilha, na soma de seus mais de mil gols cada, levaram em consideração jogos nas divisões de base e amistosos por clubes.