Guerra de ações no Conselho de Ética do Senado vai começar

  • 31/07/2009 13:40
  • Geral

A guerra de representações deflagrada entre o PSDB e o PMDB contra senadores de ambos os partidos ao Conselho de Ética do Senado não vai terminar tão cedo. A presidente em exercício do PMDB, deputada Iris Araújo telefonou agora à pouco para o líder do PMDB, Renan Calheiros que se encontra em recesso em Maceió.

Ficou decidido que o PMDB vai entrar com representação contra o líder do PSDB, Arthur Vírgilio(AM), no Conselho no início da próxima semana. A idéia é protocolar três a quatro ações por falta de decoro contra o senador tucano.

Para Renan que estava em Maceió." a partir do momento que o PSDB assinou embaixo as quatro representações contra o presidente José Sarney, não deixou outro caminho ao PMDB a não ser protocolar as ações contra Virgílio",disse Calheiros ao argumentar que a quantidade de ações contra Sarney "é a marcha da insensatez."

Segundo Renan,o PMDB entrará no Conselho de Ética apenas contra o senador tucano Arthur Vírgilio. Sabe-se, porém, que ao mesmo tempo, o comando nacional do PMDB em Brasília procura um caminho para tentar frear o desgaste do  partido.

A síntese da mensagem é dizer que o PMDB está " legitimado nas urnas", com as maiorias bancadas no Senado e na Câmara, 1 mil 200 prefeituras no Brasile nove governadores.