Foto: Ascom/Atlético-GO Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O CSA esteve muito perto de conseguir mais uma vitória fora de casa na Série B. Na noite desta segunda-feira (23) em Goiânia, O CSA saiu atrás do Atlético Goianiense, virou a partida, mas tomou um gol na reta final do jogo. 2 a 2.

Com o empate, o CSA chegou aos 30 pontos, empatando com o Fortaleza na ponta da tabela de classificação. Porém, a equipe cearense tem uma vitória a mais e um jogo a menos, já que enfrenta o Avaí nesta terça-feira.

Na próxima sexta-feira, o time alagoano volta a campo e enfrentará o Avaí no Estádio da Ressacada, às 19h15.

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando no Estádio Olímpico e o Atlético partiu para cima do CSA e não demorou para abrir o placar. Aos 2 minutos, troca de passes envolvente do “Dragão”, que deixou a defesa do time alagoano vendido e a bola sobrou de frente para o gol, encontrando Junior Brandao que encheu o pé e marcou um belo gol.

A partida começou movimentada e o CSA pareceu não ter sentido o gol sofrido. Aos 6 minutos, jogada rápida do time marujo, Celsinho cruzou da direita, a bola passou por Alemão, mas não por Didira, que apenas escorou para o fundo das redes.

Tudo igual em Goiânia em menos de 10 minutos e as equipes passaram a se estudar e ver a melhor forma de atacar, sem deixar espaços. O jogo esquentou de um jeito que acabou de forma negativa para o CSA. Niltinho se chocou com Bruno Santos e acabou levando a pior. Com uma pancada no rosto, o jogador ficou desacordado e precisou ser substituído por Echeverría.

O time do CSA manteve a concentração no jogo e o mesmo Echeverría participou da jogada que resultaria na virada do CSA. O meia avançou pela direita, tentou o cruzamento mas viu Bruno Santos cortar com a mão. Penalti marcado. Camisa 10 e capitão, Daniel Cota bateu com categoria do lado direito, deslocando o goleiro Jefferson. Virada do CSA.

Até o final do primeiro tempo o Atlético Goianiense pressionou, assustou com Bruno Santos e Oliveira, mas não alterou o placar. 1 x 2.

INTERVALO

No intervalo do jogo, o gerente de futebol do CSA, Marcelo de Jesus, que acompanhou Niltinho até o hospital na capital goiana, informou que o jogador já estava consciente, mas ficaria em observação.

2º - TEMPO

Veio a segunda etapa e o Atlético não queria perder tempo e buscar o empate contra o CSA. Em menos de 10 minutos, o time goiano mandou duas bolas no travessão com Renato Kayser e Lucas Rocha.

O domínio do Atlético Goianiense era grande na partida e o CSA estava encurralado. Pensando em se defender melhor e conseguir sair para  jogo, o técnico Marcelo Cabo tirou Juan e colocou Dawhan e Alemão saiu para entrada de Hugo Cabral.

O CSA até que conseguiu marcar e tocar mais a bola, mas o time da casa seguia melhor, em busca do empate. Aos 38 minutos, a insistência deu resultado. Bola na área azulina, Júlio César escorou e Junior Brandão marcou um belo gol, o segundo dele na partida.

Com o empate o Atlético partiu para cima do CSA, mas também deixava espaços. O time marujo conseguiu recuperar a bola no meio de campo, ficando com Daniel Alvs que arriscou e parou em boa defesa do goleiro adversário.